O município de Rio Claro é um dos destaques no livro “Cachaça SP – Alambiques do Estado de São Paulo”, lançado no final de junho. “Este é um setor que está crescendo em Rio Claro e que pretendemos incentivar pelo seu potencial turístico”, afirma o prefeito Gustavo.

De acordo com o governo estadual, a cachaça é a segunda bebida alcoólica mais consumida no Brasil e o quarto destilado mais consumido no mundo. Ao somar a produção industrial e de alambique de cachaça, o Estado de São Paulo é o maior produtor, consumidor e exportador do Brasil.

O livro “Cachaça SP – Alambiques do Estado de São Paulo”, lançado pela Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, foi desenvolvido em parceria com o coordenador da Cachaça SP, Milton Lima, e o representante dos produtores de cachaça do Estado de São Paulo, Alexandre Bertin.

O livro tem o objetivo de destacar os alambiques paulistas de cachaça. A princípio foram convidados produtores dos 71 municípios que possuem marcas registradas para que contribuíssem para a realização do livro – 46 aceitaram o convite.

De Rio Claro foi incluída a cachaça Fuzuê, produzida pelo Engenho Zurita, localizado no bairro rural Mata Negra, no distrito de Ajapi. De acordo com o livro, o Engenho Zurita mantém a tradição na produção de cachaças artesanais e orgânicas, com foco na responsabilidade ambiental, sem a utilização de aditivos químicos, com produção limitada, alta qualidade e distribuição seletiva.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Intervalo:

Projeto Guri recebe matrículas até março em RC, Santa e Cordeiro

Escola-mirim Samuca do Amanhã estreia no Carnaval de Rio Claro