A paixão do engenheiro mecânico Luciano Baroni, de 44 anos, por carros antigos, começou na infância, enquanto voltava de ônibus da escola. Num certo dia, pela janela, avistou um modelo e foi amor à primeira vista.

Hoje, ele tem na garagem um Ford Galaxie Landau 78 original, modelo que ficou conhecido por décadas como um símbolo de luxo no Brasil. Neste ano, o automóvel completou 55 anos de história no país.

O Galaxie foi produzido pela Ford no Brasil entre os anos de 1967 e 1983. O primeiro modelo, o Galaxie 500, foi apresentado no dia 2 de abril de 1967, e era o primeiro veículo verdadeiramente moderno produzido no país, segundo a fábrica. Cerca de 78 mil Galaxies foram produzidas.

Luciano fala da conquista de ter um carro que chegou a integrar a frota de veículos oficiais, que servia as mais altas autoridades do país, incluindo vários presidentes da república, tendo sido usado pelos governos de João Figueiredo, José Sarney e Fernando Collor, além de políticos, celebridades e empresários de sucesso dos anos 60, 70 e 80. 

“Tive o primeiro contato com um [veículo] desse modelo quando eu tinha 19 anos. Um colega me convidou para dar uma volta no quarteirão. Andei, me apaixonei. E, depois de 20 anos, tivemos a oportunidade de conseguir um”, disse ele.

O Ford Galaxie Landau teve o viço preservado pelo engenheiro. E, segundo ele, sem grandes problemas. Uma limpeza caprichada no carburador e a manutenção básica são tudo que o sedã V8 precisa para seguir chamando atenção por aí.

“Desde quando compramos, fizemos apenas pequenos reparos. A nossa preocupação sempre foi deixá-lo numa condição de segurança para rodar. O carro é automático, de motor oito cilindros, e tem todas as características de quando foi lançado”, comentou.

Com 93 mil km no odômetro, o sedã sai da garagem semanalmente e atrai muitos curiosos pela Cidade Azul. “A reação das pessoas no trânsito, seja na cidade ou nas estradas, é sempre positiva. Nas rodovias a galera ultrapassa, filma, tira foto e isso indica que elas gostam e valorizam ter a oportunidade de vê-lo, depois de tantos anos, ainda rodando. É tudo muito natural”, explicou.

Luciano é pai de três filhos, Isabella, de 3 anos, Ana Luiza, de 7, e Leonardo, de 9. E os pequenos já dão indícios que vão herdar dos pais o amor por automóveis clássicos, principalmente o Ford Galaxie Landau com seu tamanho e design inconfundíveis.

“Eles são um dos defensores toda vez que, por alguma razão, alguém pergunta se eu quero vender, eles falam para eu não fazer isso. Gostam demais e valorizam. Sou suspeito PARA dizer. São pequenos, mas adoram andar no carro antigo do papai”, finalizou.

Para quem quer entrar no rol de colecionadores, um Galaxie em bom estado pode chegar a R$ 85 mil, dependendo do modelo, segundo aficionados. Não é raro, contudo, encontrar ofertas que ultrapassem os R$ 100 mil, caso dos modelos mais antigos e com baixa quilometragem.

Quem tiver tempo e disposição, pode arrematar um por cerca de R$ 30 mil e partir para a restauração.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia: