Quinhentas pessoas participam da Conferência de Assistência Social

208

Divulgação 

A 11ª Conferência Municipal de Assistência Social de Rio Claro reuniu mais de 500 pessoas na sexta e no sábado (14 e 15) no Núcleo Administrativo Municipal (NAM). As discussões resultaram em quatro propostas aprovadas para serem estudadas em âmbito nacional, duas para serem avaliadas pelo governo do estado e 10 que podem ser implantadas pelo município.

“A assistência social é muito importante porque atende especialmente aqueles que mais precisam e que hoje são foco principal do nosso trabalho”, disse o prefeito João Teixeira Junior, o Juninho da Padaria.

“A conferência nos permite analisarmos o que foi realizado e levantarmos propostas para serem consolidadas em políticas públicas”, destacou Érica Belomi, secretária de Assistência Social. “O que for decidido aqui pode virar lei, garantindo os direitos”, ressaltou Eliana Vaz da Silva, presidente do Conselho de Assistência Social.

O anfiteatro lotado chamou a atenção de Ana Maria Sampaio, diretora do Núcleo de Avaliação e Supervisão de Diretorias Regionais de Assistência e Desenvolvimento Social, de Piracicaba. “A conferência com tanta participação mostra que a gestão está preocupada com a Assistência Social”, observou a diretora.

“A administração, com o apoio do Legislativo, está empenhada em trabalhar visando atender as necessidades da população. Exemplo disso é a decisão de deixar de usar dinheiro em festividades para investir em setores prioritários, como a saúde da população”, comentou o vereador Júlio Lopes, vice-presidente da Câmara Municipal.

O deputado estadual Aldo Demarchi, que esteve acompanhado da esposa, Candinha Demarchi, frisou que com o aumento da desigualdade social no país o serviço social tem sua importância ampliada. “Serviço social é diferente de assistencialismo e o cidadão precisa de oportunidades para que não fique dependente do assistencialismo”, opinou o deputado.

O usuário de serviços de assistência social do município, José Celino Meardi, representou os usuários durante a solenidade. “Sinto muita alegria em participar deste evento”, resumiu o senhor José.

Durante a conferência também foram eleitos os quatro delegados titulares e quatro suplentes que representarão o município na conferência estadual, em outubro, quando serão discutidas as propostas de âmbito estadual levantadas nos municípios.

A presidente do Fundo Social de Solidariedade, Paula Silveira Costa, o chefe de gabinete Ricardo Naitzke, a secretária de Cultura, Daniela Ferraz, e Mônica Frandi Ferreira, superintendente do Arquivo Público de Rio Claro, também acompanharam a abertura da conferência.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: