Réplica do MG inglês da década de 1950, o MP Lafer brasileiro é mais cobiçado que o original devido a suas características.

Canello Júnior (consogro) e netos do Dr Rangel, natureza, beleza e alegria no passeio de MP Lafer em um final de semana no Haras

Foi no Haras Vila Colonial em Analândia, interior de São Paulo, que encontramos um conservadíssimo MP Lafer na cor cinza prata. O formoso carro pertence ao médico oftalmologista Dr. Carlos França Rangel que gentilmente nos concedeu fazer a matéria na ausência dele.

O conversível tem carroceria com 3.910 mm de comprimento e 1.570 mm de largura, feita com fibra de vidro e resina de poliéster tem a vantagem de ser leve com peso bruto de apenas 1.080 kg e nunca enferrujar. Seu painel e direção são feitos de madeira Jacarandá, tendo ao centro medidor de combustível, de temperatura, relógio, indicador de pressão de óleo e voltímetro, com o velocímetro e o conta-giros com mostradores maiores. Diferente do original, seus bancos são individuais e anatômicos, além de serem muito confortáveis. Suas janelas laterais são de vidro, no lugar das cortinas de plástico abotoáveis. Tem farol principal redondo e farol auxiliar de milha, para-lamas salientes que descem até a soleira das portas formando um só conjunto. A réplica fidelíssima agradou muito o médico: “Ele tem uma estética que é muito bonita, então ele passou décadas, passou eras e se mantém atual como uma garrafa de coca-cola que não vai poder mudar nunca, como um violão, como essas criações humanas a Monalisa e outras que vão se manter para sempre, porque têm uma estética extremamente perfeita criada em cima do número áureo…”

Painel de madeira Jacarandá, com medidor de combustível, relógio, entre outros

O MP Lafer tem mecânica de Volkswagen, o que facilita sua conservação, velocidade máxima de 200 km/h é feito em cima de um chassi de VW de Brasília e tem motor 1.600 a ar colocado na parte traseira do carro onde seria o porta malas do MG original, No MP, porta mala e estepe ficam na frente. A réplica do MG TD criado em 1952 na Inglaterra, foi idealizada por Percival Lafer, arquiteto, designer e empresário no ramo da indústria de móveis que decidiu fabricar um carro que atendesse ao gosto dos jovens da época. “Fez um sucesso estupendo na época em que eu era jovem e adorava, ele era uma verdadeira arapuca para caçar os melhores pássaros que estavam voando ao redor (risos)…” tanto é que o Dr. Rangel é apaixonado pelo MP Lafer até hoje.

Cerca de 4.300 exemplares do MP foram produzidos durante os 16 anos de sua fabricação, de 1974 a 1990. “Quando vi que estavam fabricando, eu corri comprar, e era quase impossível, pois eu nem tinha dinheiro na época, pois estava começando minha vida profissional, mas fui lá e comprei. Depois, não satisfeito, comprei mais um, que conservo aqui na minha garagem do consultório, em São Paulo,” comenta o médico ao falar do MP Lafer.

Repórter Karem Freitas com Tatiane Buriozi, analista administrativa do Haras Vila Colonial em Analândia, no clássico MP Lafer 1982

Sucesso não só no Brasil como nos vários países da Europa e EUA, fez com que a Lafer exportasse 1.000 exemplares, mas devido aos altos custos tornou-se inviável dar seguimento à produção. A cidade de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, foi a sede da fábrica que produziu o MP Lafer, então natural que o município seja sede também do primeiro clube dedicado à marca. “Existe o MP Lafer Club que faz encontros anuais e a gente sai ou de São Paulo ou de onde for e vai pra Campos do Jordão, Águas de São Pedro… em excursão… 100 a 150 Lafers… o clube da réplica é tão bom que tem no mundo inteiro como Alemanha, EUA, França”, afirma Dr. Rangel. Segundo o médico, o original (o inglês MG TD) tem uma mecânica antiga, mais difícil de conservar isso pode ser também um diferencial para os colecionadores ou apenas admiradores do MP Lafer, pois afinal, como diz o próprio médico: “o Lafer não é um carro antigo, o Lafer é o Lafer… até uma criança quando vê um Lafer se apaixona de imediato!”

MP vem de Móvel Patenteado, sigla que a Lafer usava em seus catálogos de mobília interna que designava os móveis que tinham a patente da marca e, por isso, a sigla utilizada internamente passou a nomear também o carro.

Percival Lafer arquiteto, designer e empresário no ramo da indústria de móveis é o idealizador do MP Lafer

Mais em Showcar:

O Corcel com estilo Rat Look ganhou as ruas da cidade

Kombi Miloca, a charmosa motorhome da família Favarim