O Fusca, carro criado em 1938 pela Volkswagen, se tornou uma paixão para muitos brasileiros e até hoje, anos depois de parar de ser fabricado, continua sendo atração por onde passa. Em Rio Claro, podemos ver vários fuscas pelas ruas, mas alguns chamam mais atenção que outros. Um dos casos é o do carro do advogado Willian Nagib Filho, que tem um Fusca 1969 totalmente original. O veículo, que é um ano mais velho que seu dono, foi comprado praticamente destruído e inteiramente recuperado e restaurado com amor e carinho por Nagib.

“Eu estou com o carro desde 2003. Ele era do pai de um primo da minha esposa e foi engraçado porque quando sabíamos que ia ser vendido eu comprei por 500 reais e tive que ir com uns amigos guinchar o Fusca, que estava totalmente desmontado, estava só na carcaça. Depois eu fui reconstruindo com todas as peças originais, o funileiro fez um trabalho sensacional e desde então eu venho cuidando dele. É um carro que é um ano mais velho que eu e isso é muito legal também”, conta Nagib.

A paixão pelos conhecidos besouros surgiu para o advogado desde cedo e foi sendo alimentada ao longo dos anos e, apesar de admitir ter vontade de ter outros modelos em sua coleção, Nagib garante que continuará mantendo o carinho por seu velho amigo.

“Sempre gostei de Fusca. Me lembro do meu pai ter fuscas quando eu era criança, também de uma foto quando era pequeno com a minha tia em um fusca roxo. Acho que tudo isso foi incutindo essa paixão e felizmente consegui ter alguns fuscas na minha garagem. Além deste Fusca 69 tive alguns daquela nova safra, primeiro com o New Beetle em 2006, depois o Fusca 2017 que era todo moderno mas ainda lembrava o clássico. Esse que eu ainda tenho vai continuar comigo”, comenta o advogado.

Além de ser um carro que caiu no gosto de Nagib e se tornou um item de coleção para o advogado, o Fusca 69 teve importante função nos momentos em que ele e sua família mais precisaram: “Houve até uma época em que estava construindo uma casa e fiquei só com o Fusca. As pessoas me viam andando com o carro e achavam excêntrico, mas não era isso, era o carro que eu tinha. Consegui deixar ele em ordem, me ajudou, e até hoje está lá em minha garagem com os outros carros que eu tive a oportunidade de ter”.

Todo esse carinho com o carro se tornou cuidado e isso sempre permitiu e seguirá permitindo que este belo Fusca continue a desfilar com todo o seu charme pelas ruas de Rio Claro: “Faço as manutenções e todo domingo saio para dar uma volta com esse Fusca 69 pela nossa cidade. Eu adoro carro e tenho certeza de que esse vai ficar na minha coleção e vou poder passa-lo pros meus filhos e netos”.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Meu Carro, Meu Xodó:

Miura: O esportivo 100% nacional em Rio Claro

De sucata a modelo de luxo