Bandeira do Psol. Foto: Redes Sociais/PSol

Na semana passada, esta coluna abordou as divergências entre os partidos declarados de direita em Rio Claro. Pelos lados da esquerda, parece que o clima de namoro também já esfriou. Durante participação no debate A Semana em 60 Minutos [assista aqui], o presidente do diretório do Psol, Vinícius Rodrigues, declarou: “a gente tem conversado com a federação PT, PC do B e PV. Nós, do Psol, levando em consideração o resultado da última eleição aqui no município, a gente se coloca como quem tem propriedade para encabeçar uma chapa majoritária no caso de uma aliança. Mas a gente também tem que entender algumas coisas. Vamos supor que o PT não lance uma candidatura majoritária, isso diminui bastante os recursos que o partido recebe para fazer a campanha. O mesmo acontece com o Psol, cujo foco é fazer uma cadeira na Câmara de Vereadores (…) Não tá descartada uma aliança com a federação, mas hoje a tendência é que o Psol lance candidatura própria, da federação Psol/Rede”. Vinícius também falou sobre as divergências existentes dentro da própria federação do PT. “Dificulta porque é uma federação bastante heterogênea. Se a gente pegar o espectro de onde se coloca o PV até o PT dentro do contexto do município, a gente vê que teriam muitas arestas a serem aparadas até a gente conseguir formar uma aliança”. Pode vir mudança também dentro do Psol. Embora o nome do professor Luciano Alves seja o indicado como pré-candidato a prefeito, Vinícius não descarta uma mudança, retirando ele mesmo, Leo Alves ou Rose Archangelo, da disputa à Câmara.

Guilherme Boulos e Vinícius Rodrigues

“Eu vou trabalhar para que Rio Claro não caia na mão de aventureiros (…) Rio Claro perdeu muito para Piracicaba, perdeu muito para Limeira, perdeu até para Araras. E nós precisamos unir forças, pensando em Rio Claro, sem debater esse negócio de direita, esquerda”

ex-deputado estadual Aldo Demarchi, ao ser questionado sobre participação nas eleições municipais de outubro
Aldo Demarchi nos estúdios da Rádio Jovem Pan News de Rio Claro

Recado – Em entrevista ao Jornal da Manhã da Rádio Jovem Pan News na última quarta-feira, o secretário de Turismo, Guilherme Pizzirani, respondeu aos questionamentos sobre o fato da venda de ingressos para os desfiles das escolas de samba aceitar somente pagamento em dinheiro. E aproveitou para avisar: “A rede social, as pessoas acham que é terra sem lei. Fica o recado dado, quem tá aí falando ‘patati patatá’ dos gastos, que pode ter consequências, haverá consequências, na verdade. Aqui tá todo mundo trabalhando honestamente (…) é bom deixar claras as coisas, porque nem todo mundo é igual”.

Guilherme Pizzirani nos estúdios da Rádio Jovem Pan News de Rio Claro

lll Lembrete

Na entrevista de Pizzirani, um ouvinte da Jovem Pan resgatou o caso da promessa de iluminação do Espaço Multiúso, onde são realizados os desfiles de Carnaval, que foi anunciada no ano passado e ficaria como um presente para os moradores da região. Porém, o local segue às escuras. Segundo o secretário, a melhoria foi implantada, mas ladrões levaram a fiação.

lll Pra galera

Começou o debate sobre o dissídio do funcionalismo municipal, e com ele também as críticas sobre a atuação do sindicato da categoria, o Sindmuni. Assim que a entidade divulgou reunião somente para associados agendada para quarta (24), o coletivo Servidores em luta já anunciou reunião on-line aberta a todos os trabalhadores nesta segunda (22), às 18 horas.

lll Pedal

O trabalho da Guarda Civil Municipal no patrulhamento das ruas do Centro vai voltar a contar com as equipes de bicicleta. As tratativas entre a Secretaria Municipal da Segurança e a Associação Comercial e Industrial de Rio Claro – Acirc já estão adiantadas. Esse tipo de patrulhamento já foi realizado no passado, e conta com a aprovação do atual comandante da pasta, Gustavo Viegas.

Mais em Política: