Juninho da Padaria e Paulo Guedes lideram resultados de pesquisa JC/Interativa

1412

Mais uma vez o Grupo JC sai na frente e começa a apresentar os possíveis cenários das eleições para Prefeito de Rio Claro em 2020. Junto com a Interativa Pesquisas, realizamos a primeira pesquisa eleitoral para o ano que vem.

As pesquisas foram realizadas no mês de julho, entre os dias 14 e 18. A metodologia utilizada pela empresa dispõe de 400 entrevistas presenciais e domiciliares distribuídas por toda a cidade, em diferentes regiões e bairros. São levadas em consideração também os diferenciais de gênero, idade, estudo. Ao longo desta semana confira nas páginas do JC novas informações do resultado dos dois cenários.

Juninho da Padaria lidera intenção de voto na espontânea

Ex-vereador por três mandatos e atual prefeito aparece em primeiro lugar neste cenário da pesquisa

A primeira pesquisa eleitoral produzida pelo Jornal Cidade de Rio Claro, em parceria com a Interativa Pesquisas, traz dois cenários políticos para o cargo de prefeito(a) na eleição municipal do ano de 2020. A primeira é a espontânea, em que o resultado traz 13 nomes citados pelos entrevistados.

Em primeiro lugar está o atual prefeito João Teixeira Junior (DEM), o Juninho da Padaria, que aparece com 5% das intenções de voto. Em seguida está o vereador tucano Paulo Guedes (PSDB), o mais bem votado da última eleição, com 3%.

O ex-prefeito Du Altimari (MDB), que ficou à frente do Poder Executivo de 2009 a 2016, surge na terceira colocação na pesquisa espontânea, também com 3% dos votos. No quarto lugar vem Gustavo Perissinotto, hoje no PSD, mas que em 2016 concorreu a prefeito pelo MDB, e repete também 3% das intenções.

Atuais vereadores na Câmara Municipal de Rio Claro, Maria do Carmo Guilherme (MDB) – que foi candidata a deputada estadual no ano passado –, Luciano Bonsucesso (PL) – que também tentou uma vaga na Assembleia Legislativa no pleito anterior – e Rogério Guedes (PSB) pontuaram com 1% das intenções de voto cada. Prefeito por três mandatos, Nevoeiro Júnior (DEM) foi lembrado por 1% dos entrevistados pela Interativa.

Por fim, o ex-presidente da Câmara Municipal, Valdir Andreeta (PTB), o atual vereador Irander Augusto (PRB), o ex-vereador Agnelo Matos (PT) [candidato a deputado estadual em 2018], o atual presidente do Poder Legislativo André Godoy (DEM) e o médico Affonso Salati – que foi candidato a deputado federal – também foram lembrados pelos entrevistados, mas não pontuaram acima de 1%.

Vereador mais bem votado em 2016 repete 1º lugar na estimulada

Na pesquisa estimulada, Paulo Guedes (PSDB) mostra força entre as intenções de voto a prefeito(a)

A pesquisa JC/Interativa também traz o quadro de nomes estimulados. Os postulantes que aparecem no relatório foram apontados por membros dos próprios partidos dos quais fazem parte e a maioria deles confirmou, à reportagem, que está à disposição para uma possível candidatura.

O vereador Paulo Guedes (PSDB), que foi o mais bem votado na eleição ao Legislativo em 2016, volta a se destacar. Assim como na pesquisa JC/Indsat em 2018, com nomes a prefeito em que atingiu 19% das intenções, novamente ele aparece em 1º lugar. Na nova pesquisa com a Interativa, o tucano atinge 15% dos votos.

O ex-prefeito Du Altimari (MDB) fica na segunda colocação neste cenário com 9% das intenções do eleitorado, a mesma porcentagem conferida ao advogado Gustavo Perissinotto (PSD), em terceiro lugar. O atual prefeito Juninho da Padaria (DEM), neste cenário, aparece com 7% dos votos, acima da pesquisa espontânea.

O ex-vereador Valdir Andreeta (PTB) surge com 6% das intenções em 5º lugar, assim como a vereadora Maria do Carmo Guilherme, no 7º, com a mesma porcentagem. Também vereador, Rogério Guedes (PSB) aparece com 4% dos votos (8º), semelhante ao médico Geraldo Faria, ex-vereador hoje filiado ao Partido Novo, com 4% e no 9º lugar.

A vereadora Carol Gomes (PSDB), que foi candidata a deputada federal em 2018, aparece com 3% das intenções.

O presidente da Câmara, André Godoy (DEM), com 1%, assim como o vereador Seron do Proerd (DEM), que já confirmou que irá para o PSL. A ex-vice-prefeita Olga Salomão, do PT, não atingiu 1% dos votos. Em “Nenhum” dos candidatos citados o índice chega a 29%, enquanto 10% “Não sabe”.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: