Na tarde de quinta-feira (10), por volta das 15h55, uma viatura da Patrulha de Proteção Ambiental/Animal da Guarda Civil Municipal, compareceu na Av. dos Costas, no Condomínio África, no Jardim Residencial Palmeiras, onde havia uma denúncia de maus-tratos a dois felinos.

Pelo local, a equipe fez contato com a tutora dos animais, a qual permitiu a entrada dos Guardas, que se depararam com duas gatas de seis meses de idade, as quais estavam prostradas e uma delas em estado de choque hipovolêmico, apresentando baixo escore corporal, além de infestação por pulgas.

O local estava completamente sujo com urina e fezes.

A tutora informou aos Guardas que está reformando o apartamento e que deixava os animais sozinhos, mas uma vez ou outra passa pelo local para alimentá-los. Ela disse que não chegou a observar a situação de maus-tratos.

A Médica Veterinária do Canil Municipal acompanhou a equipe de Guardas e comprovou a situação de maus-tratos aos animais, que foram imediatamente levados ao Canil Municipal, onde permaneceram internados em estado grave, até irem a óbito na sexta-feira (11).

Diante da situação, a tutora dos felinos foi conduzida à Central de Polícia, onde a autoridade determinou a prisão em flagrante da mesma.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Segurança:

Morre, aos 60 anos, o GCM Geraldo que lutava contra um câncer

Concluída 1ª etapa da obra na rotatória da Avenida 32