O filme “Lugar de Ladson”, escrito e dirigido por Rogério Borges e produzido pelo Grupo Kino-Olho, é um dos selecionados para o disputado Festival Internacional de Curtas de São Paulo. O evento é um dos maiores do mundo na categoria curta-metragem, sendo uma importante vitrine para novos talentos do cinema contemporâneo.

A obra foi gravada no Jardim das Palmeiras, bairro onde o protagonista Ladson Vinicios mora. O encontro entre o diretor e o protagonista se deu em 2018, quando Borges era professor de Geografia de Ladson, na escola pública Délcio Báccaro. Tocado pela história de vida de Ladson, Borges procurou a família e manifestou a intenção de gravar um filme a partir de sua vivência.

De início, o filme foi aprovado pelo Kino-Olho, mas ainda não possuía recursos para ser gravado. No ano seguinte, 2019, Rogério Borges chamou Erika Layher para uma parceria na escrita e submissão do projeto no edital ProAC – Produção de Curtas-Metragens, no qual conquistou o primeiro lugar, dentre mais de 500 diretores do estado.

Previsto para ser gravado em maio de 2020, a gravação foi adiada 2 vezes em razão da pandemia, e o roteiro sofreu modificações, de modo que viabilizasse a produção da maneira mais simples e compacta possível. Rodado em 2021, o filme foi finalizado no início de 2022 e agora estreará no cinema na Mostra Brasil do 33º Festival Internacional de Curtas de São Paulo, conquistando uma vaga dentre mais de 2.700 filmes, oriundos de 96 países.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Intervalo:

Santa Gertrudes recebe a Comédia Musical “Fuga Insana”

WhatsApp cria função para criar conversa com você mesmo

Grande público prestigia cinema de graça