Desrespeito às vagas para deficientes mobiliza região central

140

Divulgação

objetivo da campanha é buscar a conscientização dos motoristas sobre a importância do respeito às vagas preferenciais
Objetivo da campanha é buscar a conscientização dos motoristas sobre a importância do respeito às vagas preferenciais

A ocupação de forma irregular dos espaços destinados ao estacionamento de deficientes, seja em áreas públicas ou privadas, se expandiu rapidamente e hoje é um problema que atinge a maioria das cidades do País. Membro do grupo responsável pela organização, Júlio Lopes observa que as reclamações se avolumam em Rio Claro, fato que motivou a realização de trabalho dentro da Semana Municipal da Pessoa com Deficiência, nesta quinta-feira (24).

De acordo com o parlamentar, o objetivo da campanha é buscar a conscientização dos motoristas sobre a importância do respeito às vagas preferenciais. A ação, que terá início na parte da manhã na área de entorno do Jardim Público, vai consistir na colocação de cadeiras de rodas em vagas destinadas a todos os motoristas com placa contendo a seguinte frase: “Estou na sua vaga só por um minuto”.

Indagado sobre a metodologia utilizada na campanha de conscientização, que também será realizada em áreas particulares como Shopping Center Rio Claro e supermercados, que enfrentam o problema diariamente, Júlio Lopes salienta que o objetivo é despertar no motorista o mesmo sentimento vivido por deficientes.

“Quando o deficiente encontra um veículo irregular estacionado na sua vaga o sentimento é de violação de seus direitos. Queremos com a colocação das cadeiras de rodas chamar a atenção, deixar claro que ninguém gosta de ser desrespeitado”, afirmou.

Entre as principais alegações dos infratores, segundo pesquisa realizada, estão a pressa e a falta de vagas. Para os deficientes, as desculpas são frágeis. Eles entendem que o desrespeito tem como principal motivo a localização privilegiada das vagas. “As pessoas não querem circular mais um pouco e parar longe dos seus destinos. Ignoram que as condição de mobilidade delas é bem superior a nossa”, afirmou uma das cadeirantes ouvidas pelos organizadores da Semana Municipal.

Veja mais:

>>> Dia da Luta da Pessoa com Deficiência é celebrado nesta segunda

>>> Cadeirantes comentam a falta de acessibilidade nas ruas

>>> VÍDEO: Du Altimari participa da campanha Um Dia de Cadeira de Rodas

Qual sua opinião? Deixe um comentário: