Lucas Calore

Segundo dados estatísticos da Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo, no ano de 2016, somente entre os meses de janeiro e novembro, o número total de ocorrências de lesão corporal dolosa contra mulheres chegou a 571 em Rio Claro.

Neste número, destaca-se que quase 60% dos casos, ou seja, 341 são de mulheres vítimas de violência no âmbito doméstico, ao qual se aplica a Lei Maria da Penha.

“São dados preocupantes, porém certamente com contribuição do momento econômico e político que estamos atravessando”, opina a delegada titular da Polícia Civil, Drª Adriana Galloni.

Delegacia de Defesa da Mulher

As operações no prédio que abrigará a DDM devem se iniciar em até dois meses. Toda a reforma do local já foi realizada para adequá-lo às necessidades do funcionamento da delegacia.

Foram investidos cerca de R$ 70 mil na compra dos produtos, que já foram entregues. A Polícia Civil faz os últimos ajustes para que seja feita a mudança.

A nova Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) tem previsão de funcionar ao lado da Polícia Civil de Rio Claro, na região do bairro do Estádio, na antiga sede da Ciretran.