Calças rasgadas geram problema

5272

Duas estudantes da Escola Estadual “Oscália Goes Correa Santos” quase não conseguiram participar das aulas nessa quinta-feira (26). Segundo os familiares das jovens, o motivo foi o uso de calças com ‘rasgos’ e ‘cortes’ que usavam. A dona Cida Marinho, mãe de uma das alunas, conta que a filha estava usando uma calça com um rasgo no tecido em um dos joelhos. Isso teria sido o bastante para barrar sua entrada. “Eu não tenho condições de comprar uma calça toda semana para ela usar. Outros alunos utilizam calça assim no período da manhã e da noite. Por que à tarde é diferente?”, questiona.

Ainda de acordo com a senhora, o rasgo na calça existe pelo uso contínuo da peça de roupa. Ela foi chamada na escola para buscar a jovem. “Acabei levando outra calça para minha filha poder entrar”, disse. Outra aluna também estava utilizando uma calça com detalhes rasgados. No entanto, abaixo dos cortes há um forro, ou seja, o corpo da aluna não estava sendo mostrado. O irmão responsável pela estudante em questão também foi acionado pela escola. “Ela está acostumada a ir com essa calça, mas a diretoria barrou a entrada e a mandou embora. Ela tem 14 anos. Só ficamos sabendo quando ela chegou em casa. Voltamos para lá e não quiseram deixá-la entrar. Somente quando falamos de chamar a imprensa que deixaram ela fazer a prova. Hoje que pegaram no pé dela. A regra só se aplica à minha irmã e não a todos alunos?”, argumentou Leandro Martins.

Estado

A Diretoria Regional de Ensino de Limeira foi questionada pela reportagem sobre o problema. Em nota, disse que as alunas puderam assistir às aulas, mas que reforçou orientações à direção da escola. Nesta unidade de ensino, o regimento determina que estudantes usem a camiseta do uniforme, calça jeans ou bermuda, informou.

7 COMENTÁRIOS

  1. Essa é a sociedade em que vivemos, onde a mãe de uma aluna do ensino fundamental acha que não existe problema na criança usando uma calça rasgada, afinal, se realmente tivesse rasgada com o uso estaria costurada. Quanto ao dinheiro acho muito engraçado a fala da mãe, já que levou uma calça que supostamente não tinha para a filha. Infelizmente a maioria das famílias se recusa a investir um centavo na educação dos filhos, mas celular de ultima geração nunca falta. Outra absurdo é a forma como a maioria das família se ausentam de responsabilidades transferindo-as para a escola, o estado ou a sociedade, e no instante em que são cobradas das mesmas e de exercer seu papel sentem-se ofendidas. Numa sociedade onde pouco se valoriza a educação e a excelência no ensino público é vergonhoso ver esse tipo de reportagem. Engraçado também que a reportagem sequer apresenta o posicionamento da escola, já que a resposta foi da diretoria de ensino. Se pretendem fazer jornalismo verdadeiro, deveriam questionar a falta de pavimentação na entrada da escola e não a tentativa de moralização do ensino público. Deveriam questionar as precárias condições de trabalho e a falta de reajuste salarial de mais de quatro anos ao invés de buscar sensacionalismo barato.

  2. Bons tempos aqueles em que Escola era a segunda casa, pois era um lugar de aprendizado para a vida! Até hoje é o início de nosso crescimento, de nossa evolução e continua sendo o lugar em que avançamos na aprendizagem como pessoa. É onde encontramos outras pessoas que farão parte de nossas vidas e serão eternizadas para sempre em nossas memórias. Hoje em dia, alguns alunos (jamais generalizando… por isso eu disse ALGUNS!!) acham que a escola é uma obrigação, um “saco” e mais….que não são “obrigados” a nada!Que pagam os salários dessas pessoas…(que ganham muitíssimo mal pór sinal) e que elas estão lá para servi-los apenas! Infelizmente, ALGUNS pais… acham que é isso mesmo! Regras e ensinamentos pra que? Pois é… assim caminha a humanidade!

  3. Já fui barrado inúmeras vezes por detalhes na calça em que vestia nessa mesma escola.
    Deixo claro minha indignação enquanto estudante que entendo que uma peça de roupa jamais definirá o aprendizado…
    Muito inventam para um escola de periferia, se importar com assuntos pendentes da escola, como a infraestrutura, parece estar longe da visão da gestão, da diretora de ensino e do governo do estado!

  4. Kkk é cada coisa, me formei em 2014 e as regras sempre foram bem rígidas! Nada de leggin jeans ou calças rasgadas! Isso se aplicava sim ao periodo noturno . Essas regras foram aplicadas por causa das meia duzia de putas q tem em TDs escolas e TDs períodos. Por irem cm calças ragadas qase mostrando buracos… E leggins q eram pequenas e tão atoladas q ficavam transparentes.
    Só não entendo o porque que essas alunas conhecem a regras e insiste em irem assim. A s regras não são de agora e essas é uma das poucas escolas que são boas em rio claro e deveriam reclamar de outras coisas e não de roupas que querem ir p escola. Qer ir pelada vai cm o uniforme da escola aquele mini short q vai ter oq qer. Além do mais fizeram isso pra se aparecer . Pra sujar o nome da escola e funcionários ! Vão trabalhar e correr atrás de direitos que vão aumentar est estudos e não outras coisas.

  5. Parabéns para a ESCOLA…eu no CASO faria Pior atrasou por causa da calça nota 0 e recuperação…Ainda se pode mudar o Brasil e a juventude para Melhor é só disciplinar em CASA…Pois a escola é para ensinar e não para EDUCAR…(educação se aprende em casa na FAMILIA)Parabéns tem barrar mesmo…qualquer indisciplina…

Qual sua opinião? Deixe um comentário: