Bancários aprovam greve em Rio Claro

Antonio Archangelo

Em assembleia realizada nesta sexta-feira, 2 de setembro, o Sindicato dos Bancários de Rio Claro e Região aprovou a deflagração de greve da categoria, marcada para ser iniciada às 0h da terça, 6.

Em rodada de negociação realizada no dia 29, a federação dos bancos apresentou ao Comando Nacional dos Bancários índice de reajuste salarial de 6,5% que representa perda real de 2,8% (de acordo com a inflação de 9,57%). Além dos salários (veja quadro), esse reajuste rebaixado significaria, em um ano, uma perda de R$ 436,39 nos vales-alimentação e refeição, se levada em conta essa inflação projetada.

tabela(10)

Em SP, os bancários reúnem-se novamente na segunda-feira 5, um dia antes da greve nacional da categoria, marcada para começar à 0h da terça 6. De acordo com o Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região, a “intenção é reforçar a luta e organizar a greve na sua região, no seu local de trabalho”.

“…os trabalhadores não são bobos. Querem reajuste digno para os salários, proteção aos empregos, acabar com o assédio moral, as metas abusivas, a sobrecarga de trabalho. Mas para isso os bancos não apresentaram nada. E recusaram pontos importantes para a categoria como a renovação do vale-cultura, o fim da desigualdade salarial entre homens e mulheres, o vale-refeição na licença-maternidade”, destacou a presidenta do Sindicato, Juvandia Moreira, que é uma das coordenadoras do Comando Nacional.

tabela

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Prefeitura recapeou trechos no São Miguel

Rio Claro vacina contra a Covid a partir das 7h30