A Câmara Municipal de Rio Claro aprovou dois projetos de lei que se referem aos CACs (Colecionadores, Atiradores e Caçadores) na noite desta segunda-feira (8). No entanto, algumas mudanças ocorreram diante da primeira votação há 15 dias. A galeria do público estava lotada com dois grupos, o dos CACs e o das protetoras de animais da cidade, que chegaram a levar cartazes alertando contrariamente para os projetos.

Até mesmo um cachorro foi levado para sensibilizar os vereadores. O animal foi resgatado após ter sido abandonado por um caçador, segundo informaram. O primeiro projeto, de autoria do vereador Rodrigo Guedes (União Brasil), que cria o Dia dos Colecionadores, Atiradores e Caçadores no calendário oficial do município, a ser celebrado em 9 de julho, foi aprovado novamente, porém, com a retirada do termo “caçadores”.

Já a discussão do projeto de lei do vereador Hernani Leonhardt (MDB) que prevê o reconhecimento da atividade de risco dos Colecionadores, Atiradores e Caçadores – CACS, configurando efetiva necessidade e exposição à situação de risco à vida e incolumidade física foi aprovado integralmente. Leia a reportagem completa na edição desta terça-feira (8) no Jornal Cidade de Rio Claro, disponível nas bancas. CLIQUE AQUI E ASSISTA À SESSÃO.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Política: