Projeto de lei de vereadora Carol Gomes visa à humanização do parto e trata também sobre plano de parto e diversas outras diretrizes para gestantes na cidade de Rio Claro

Projeto de lei de vereadora Carol Gomes visa à humanização do parto e trata também sobre plano de parto e diversas outras diretrizes para gestantes na cidade de Rio Claro

O nascimento de um bebê é o momento mais esperado de uma mãe e, para que tudo ocorra dentro do esperado, diversas medidas precisam ser tomadas. E pensando na qualidade deste momento, tanto para mãe quanto para o bebê, será votado na Câmara Municipal de Rio Claro na segunda-feira (15) o Projeto de Lei 070/2023, de autoria da vereadora Carol Gomes (Cidadania).

“Esse projeto, que denominamos de Política Municipal de Atendimento à Gestante – Nayara Baraldi, será um importante instrumento para as gestantes, sobretudo para humanização do parto, como por exemplo com a implantação do Plano de Parto”, destacou a vereadora ao lembrar que o nome do projeto é uma homenagem à obstetriz Nayara Baraldi, falecida em 5 de março.

Para a construção da política pública, um grupo de trabalho encabeçado pela parlamentar e com apoio da Assessoria Municipal dos Direitos da Mulher está desde as pré-conferências, em janeiro, debatendo o tema. Integram essa frente doulas do grupo Magestar, membros da Fundação Municipal de Saúde e representantes da Santa Casa de Saúde.

Plano de Parto

Mariana De Gea Gervasio é obstetriz, mestre e doutora em saúde pública, e fala sobre a importância do Plano de Parto. “Ele é elaborado durante o pré-natal, com o profissional que está assistindo a gestante, com o intuito de garantir seus direitos. Caso ela não queira ficar sozinha durante o parto, por exemplo, isso é colocado. Caso ela queira se movimentar, andar pelo corredor, se alimentar, beber água, ou não passar pela episiotomia. É algo muito particular. O plano de parto surge para garantir os direitos de uma assistência humanizada, baseada em evidências científicas. É um documento para a mulher garantir o mínimo do que ela gostaria, do que ela deseja para esse momento”, explica a profissional.

De acordo com a vereadora de Rio Claro, Carol Gomes, a OMS recomenda há décadas que todas as gestantes tenham um parto humanizado por escrito. “Desde 1986 a Organização Mundial de Saúde recomenda que todas as gestantes tenham um parto humanizado, com um plano de parto por escrito. Portanto, é mais que necessário criarmos essa possibilidade para as gestantes de Rio Claro. E esse é o motivo de instituir essa política pública”, enfatiza a vereadora.

Homenagem

Nayara Girardi Baraldi era filha de João Primo Baraldi e Rosangela Ap. Girardi Baraldi. Primeira obstetriz de Rio Claro, fez mestrado e doutorado na USP, de onde se tornou também docente. Era uma das referências em pesquisas e trabalhos sobre humanização do parto e apoio à amamentação.

Mais em Dia a Dia:

As raízes italianas de Rio Claro

1º caso de Covid no Brasil completa quatro anos nesta segunda (26)

Casas que acumulam lixo geram preocupação no bairro Centenário