Acima, morador dormindo em banco; abaixo, lixo jogado no chão

Novamente a antiga Estação Ferroviária de Rio Claro é alvo de reclamações por parte dos usuários do local. Quem pega ônibus todos os dias no terminal dos circulares percebe a presença de diversos moradores de rua e muitas pessoas estão incomodadas com o mau cheiro e com, segundo os relatos, o comportamento de alguns deles. Dirceu Aparecido Varussa, morador de Ferraz, que pega a linha Ajapi-Ferraz praticamente todos os dias, é um deles. “O local fica bastante sujo todos os dias, o cheiro é bem forte, pois eles acabam fazendo as necessidades aqui. Muitos até mesmo acabam brigando, quem vem pegar os ônibus acaba não tendo sossego”, relata Varussa, que pede. “O poder público precisa tomar uma providência, pois dentro da Estação foi arrumado, mas aqui fora é preciso providência, pois a sujeira também é grande, além dessa situação com os andarilhos”.

Vitalina Antunes Barbosa, moradora no Novo Wenzel, também pega o circular todos os dias no terminal e divide a mesma opinião. “Algumas vezes encontramos coisas que nem queremos encontrar aqui, pois acabam fazendo as necessidades pelo local e o cheiro fica terrível”, fala.

Moradora do Boa Vista II, Luciana Pereira Roberta Batista acredita que o local onde grande parte da população usa precisa de cuidados. “A situação é complicada, o cheiro é bem forte, fica ruim esperar o ônibus todos os dias assim”, aponta.

Daniele Aparecida Maciel Grande pondera que outras situações também acontecem na antiga Estação Ferroviária. “Me incomodo pela sujeira causada por todos, não apenas pelos moradores de rua, pois eles muitas vezes não estão ali por que querem, é uma situação que não nos cabe julgamento, me coloco no lugar da pessoa, do ser humano. Temos que pensar na limpeza como um todo, principalmente por conta da pandemia do novo coronavírus.”

Procurada, a prefeitura informou que o terminal de ônibus circulares recebe limpeza regularmente da prefeitura. Na quinta-feira (19) foi realizada mais uma operação de limpeza, com apoio do caminhão cata-bagulho. O local também é lavado pelo menos duas vezes por semana e a varrição é diária. A Guarda Civil está presente 24 horas no Centro de Segurança Integrada instalado na estação, que ainda conta com monitoramento por câmeras. Com relação às pessoas em situação de rua, eles recebem atendimento do serviço especializado em abordagem social da prefeitura, que oferece acolhimento e inserção na rede de serviços socioassistenciais para os que aceitam o atendimento.