Centro comercial de Rio Claro é o local de maior movimento de consumidores. Acirc representa seus associados no setor

Dados divulgados pela Acirc (Associação Comercial e Industrial de Rio Claro) apontam que no período o saldo também foi positivo para os novos MEIs

A cidade de Rio Claro registrou uma média de três novas empresas abertas por dia nos sete primeiros meses deste ano. Os dados foram confirmados nessa sexta-feira (18) pela Acirc (Associação Comercial e Industrial de Rio Claro), através do levantamento solicitado ao escritório regional da Jucesp (Junta Comercial do Estado de São Paulo), que é administrado pela entidade local em parceria com a Apescc (Associação dos Contadores).

Entre janeiro e julho de 2023 foram constituídas 558 novas empresas em Rio Claro, tanto como sociedade limitada quanto sociedade individual. No mesmo período, 275 empresas encerraram as suas atividades, o que representa um saldo positivo de 283 empresas na cidade. Para Antonio Carlos Beltrame, presidente da Acirc, esse saldo demonstra que a cidade tem espírito empreendedor e está aberta para novos negócios, pois a sua economia é diversificada com mão de obra à disposição.

O levantamento também revelou outro saldo positivo no período, que é a de novos MEIs em Rio Claro. Foram abertos 1.814 novos cadastros de Microempreendedor Individual. Durante os sete meses, 1.321 foram encerrados, o que gerou um saldo de 493 MEIs para o município. Essa modalidade tem gerado cada vez mais interesse na população, uma vez que as regras para empreender individualmente são bastante acessíveis.

Conforme os dados da empregabilidade, segundo o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Governo Federal, o saldo para Rio Claro no primeiro semestre de 2023 foi negativo. Porém, quando se analisam os setores, percebe-se que a construção civil teve saldo positivo de 74 empregos, o comércio ficou com saldo negativo de 02, a indústria ficou com saldo negativo de 138 e Serviços negativo com 87.

“O saldo positivo de abertura do MEI é expressivo, podemos até concluir que mais trabalhadores estão optando para a modalidade PJ – Pessoa Jurídica. Isso pode justificar o saldo negativo do Caged. Optar por constituir o MEI é tendência nacional, o profissional pode atuar em várias empresas ao mesmo tempo, aumentando a sua renda. A Acirc tem a Central do MEI, nesse local as pessoas são acolhidas, orientadas e recebem todas as informações e vantagens em fazer parte da Central”, conclui Beltrame.

Mais em Dia a Dia:

Definidas 6590 vagas em concurso público unificado

VÍDEO: aplicadas 120 “multas morais” no centro de Rio Claro