“O Déda era sempre divertido e tinha o seu jeito espontâneo de ser.” Assim o genro Adriano de Aveiro define Edson Seip, ou Déda, de 71 anos, como era conhecido o servidor público aposentado, que faleceu de Covid-19 na última sexta-feira (11).

Ao longo da carreira de servidor público, Déda foi funcionário do cemitério municipal e posteriormente do Paço municipal. Ele também chegou a ter um bar que ficava na Avenida da Saudade.

Nas redes sociais, amigos de trabalho que conviveram com Déda lamentaram a perda. “O Déda foi uma pessoa muito importante para mim. O dia que entrei na prefeitura ele foi como um anjo, me ensinou como se fazia o serviço, sempre estava do meu lado. Era uma pessoa maravilhosa, não tenho nem palavras. Uma pessoa guerreira, trazia muitas alegrias para nós. Toda as pessoas da prefeitura gostavam dele. Nunca vou esquecer do meu amigo Déda. Vou levar no meu coração os momentos e alegria com meu querido Déda”, comentou Miriam Silva que trabalhou por anos junto com o servidor.

O aposentado ficou 30 dias internado no Hospital Regional de Piracicaba.

Casado com Ondina Maria Ferreira Seip durante 38 anos, ele deixa duas filhas e 5 netos.

O seu sepultamento ocorreu na sexta-feira (11) no cemitério municipal São João Batista.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Fim de semana com diversidade climática em Rio Claro

Alunos fazem passeata contra a dengue no Grande Cervezão