O técnico rio-clarense Carlos Cruz, 42 anos, é um dos destaques do futebol alagoano de 2022. O treinador, que soma passagens por Desportivo Aliança-AL, Lemense, Tocantinense, Independente de Limeira, Rio Claro e Velo Clube, sagrou-se nesse ano campeão estadual Sub-15 e 17 pelo CRB. O treinador conta como foi sua chegada em Alagoas e de como recebeu o convite para trabalhar no Galo da Praia.

“Cheguei ao clube através da Universidade Federal de Alagoas no projeto do professor Gustavo Araújo, para realizar um trabalho de alta performance e desenvolvimento do futebol dentro do estado. Trabalhei na categoria de base da equipe do Desportivo Aliança, onde tivemos muito sucesso, classificando o time para Copa São Paulo e depois também no profissional brigando por acesso. A partir daí despertou o interesse do CRB, que me fez o convite para trabalhar lá e aceitei. Treinar jovens talentos é algo que nos dá muita alegria, afinal participamos da formação do caráter do menino, mostramos a realidade do futebol do mundo, apontando os melhores caminhos e tentamos dar direcionamento e posicionamento dentro da vida do ser humano”.

Carlos destaca o trabalho realizado para conseguir os títulos estaduais e o prazer em trabalhar com os jovens atletas.

“Pegamos seis atletas remanescentes e tivemos que montar o restante da equipe. Fomos bem na Copa do Brasil-20, onde perdemos nos pênaltis para o Remo, aí partimos para o Campeonato Alagoano, onde tivemos apenas uma derrota no segundo jogo da final, quando já havíamos ganhado o primeiro, então fomos campeões Sub-15 e Sub-17. É um prazer muito grande fazer uma base forte”, afirmou.

Com a conquista dos estaduais, o CRB garantiu vaga na Copa do Brasil 2023 (base) que terá início em janeiro.

“Para 2023 os planos é de fazer mais qualificações profissionais e uma estabilização das categorias de base do CRB. Começamos o ano em janeiro com a Copa do Brasil, que conseguimos a vaga após a conquista do estadual, em seguida teremos o Campeonato Alagoano e a expectativa é de muito sucesso com todo o suporte da diretoria para montar um elenco mais forte”.

Sobre as conquistas que deseja em sua carreira, o rio-clarense mais uma vez ressalta a satisfação em formar novos atletas.

“É sempre bom saber onde chegar e graças a Deus estamos realizando tudo aos poucos, galgando devagar a realização do nosso sonho que é a formação profissional e viver os propósitos de Deus na nossa vida. O meu é trabalhar como educador e treinador e ter o meu sustento profissional através desse trabalho que Deus me proporcionou”, finalizou.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Esportes:

Rio Claro FC visita o Primavera em Indaiatuba na A-2

Velo Clube é derrotado pelo Lemense fora de casa