Várias ações acontecem ao longo deste mês para alertar e prevenir os casos de suicídio. O trabalho envolve representantes governamentais, como o Ministério da Saúde, e entidades como o Centro de Valorização da Vida – CVV. Em Rio Claro, as campanhas do Setembro Amarelo contam com o engajamento dos profissionais envolvidos no atendimento dos pacientes da área de saúde mental, além de profissionais da saúde que atuam no município. Questões como ansiedade, depressão, dificuldades financeiras, solidão, bullying e conflitos familiares estão entre os fatores que podem agravar o risco de tentativa contra a própria vida. Jovens e idosos são alvos de muitas campanhas de prevenção devido à vulnerabilidade.

Uma das principais frentes de combate ao suicídio no país é o CVV. “Cuidar de si próprio e das pessoas ao nosso redor sempre foi uma eficiente maneira de evitar desconfortos emocionais e amenizar os efeitos de alguns transtornos mentais. Com essa visão, o CVV definiu como tema deste ano do Movimento Setembro Amarelo “Acolher é cuidar”. Cuidar dos outros é oferecer aquele olhar acolhedor de compreender sem julgar e se colocar à disposição para uma conversa amiga”, comenta Carlos Correia, voluntário do CVV.

Neste ano, o CVV vai priorizar as iniciativas direcionadas à conscientização da importância de se ouvir de forma acolhedora, ou seja, acolher para cuidar. Isso se dará por meio de palestras, rodas de conversa, participação em debates e entrevistas.

O CVV oferece apoio emocional sigiloso e gratuito 24 horas por dia e 7 dias por semana, inclusive aos feriados e finais de semana. O meio mais utilizado é o telefone sem custo de ligação e disponível em todo território nacional, 188, mas há também opções de atendimento por chat e e-mail pelo site www.cvv.org.br.

O CVV presta serviço voluntário e gratuito de prevenção do suicídio e apoio emocional para todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo. Os mais de 3,4 milhões de atendimentos de 2022 foram realizados por cerca de 3.500 voluntários em cerca de 100 postos de atendimento.

Sobre o suicídio

O suicídio é um problema de saúde pública que mata pelo menos um brasileiro a cada 45 minutos, mais do que o HIV e muitos tipos de câncer. O movimento Setembro Amarelo, iniciativa brasileira para ampliar o impacto do dia 10 de setembro, Dia Mundial de Prevenção do Suicídio, foi iniciado em 2015 para sensibilizar e conscientizar a população sobre a questão. Para saber mais, acesse www.setembroamarelo.org.br.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Sobrevivente de Orpinelli refaz a vida e lança projeto

Chega às bancas a nova JC Magazine