Área da Lagoa Seca foi ofertada pela Prefeitura de Rio Claro ao Sesc, porém, até o momento, a unidade não foi confirmada.

Apesar de articulação política da Prefeitura, entidade não incluiu Rio Claro na lista. Limeira ganhará nova unidade. Plano é pelos próximos 10 anos

O Sesc São Paulo anunciou na última terça-feira (23) a construção de 12 novas unidades pelo estado nos próximos 10 anos. A cidade de Rio Claro ficou de fora desta lista, apesar de várias articulações terem sido pautadas pelo Governo Gustavo Perissinotto (PSD) nas últimas semanas. O município de Limeira, na região, será contemplado. A cidade de Piracicaba já conta com uma unidade da instituição há décadas. Outras sete unidades paulistas também serão reformadas pela entidade.

No interior paulista, Limeira contará com o novo Sesc em uma unidade de 32 mil metros quadrados de área construída. As cidades de Franca e Marília também serão contempladas. Na primeira, inclusive, a inauguração está prevista para já no próximo ano de 2024. As unidades de Ribeirão Preto, Taubaté, Registro e Presidente Prudente terão obras de ampliação. As demais construções estão concentradas na Grande São Paulo.

“O plano de expansão da rede resulta de uma ação estratégica para alcançar novos públicos e oferecer a oportunidade de crescimento pessoal, de maior participação social e acesso aos bens culturais. Por isso, o Sesc responde de forma coerente com os anseios de uma sociedade em transformação, que percebe e valoriza a importância da atuação e presença da Instituição em suas comunidades”, afirma o diretor do Sesc SP, Danilo Santos de Miranda.

No início deste mês, o vice-prefeito Rogério Guedes havia anunciado uma nova visita técnica de representantes do Sesc e do Sindicato do Comércio Varejista e Lojista de Rio Claro à Lagoa Seca, no Cervezão, para tratar do tema de implantação da unidade local. Dias depois, foi a vez do prefeito Gustavo Perissinotto (PSD) ressaltar que há uma articulação desde maio do ano passado para o projeto local. Em setembro do ano passado, a Prefeitura regularizou a área de 21 mil metros quadrados da Lagoa Seca para oferecê-la ao Sesc.

Após o anúncio das unidades sem a inclusão de Rio Claro, o presidente do Sincomércio local, Celinho Cerri, informou ao Jornal Cidade que deve se reunir na próxima terça-feira (30) na capital com representantes do Sesc para saber em que estágio está o projeto para a cidade. Segundo ele, espera-se que a confirmação da unidade em Rio Claro seja feita nos próximos meses e que a construção se inicie em cerca de dois anos, caso seja aprovada a unidade.

Tags: , ,

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Política:

Mais de 28 mil títulos de eleitores estão cancelados em Rio Claro

Trem Intercidades entre SP e Campinas será o mais rápido do Brasil