A atuação do secretariado do prefeito Gustavo Perissinotto (PSD) voltou a ser alvo na Câmara Municipal. Após alguns meses de hiato, as críticas retornaram com força na sessão dessa segunda-feira (7). A falta de um interlocutor direto com o prefeito ou a necessidade de haver essa figura permeou as discussões. Vereadores cobraram respeito aos pedidos deles próprios ao Poder Executivo, uma vez que reclamaram não serem atendidos. Os parlamentares pediram por agentes políticos que façam essa ligação com o Legislativo.

O nome do chefe do gabinete de Gustavo, Otávio Balbão, foi esquecido e nem citado. A sua posição era para servir a essa finalidade, na expectativa do próprio governo. O trabalho de Balbão é elogiado nos bastidores, mas o foco de ontem foi outro. Pastas como Mobilidade Urbana e Obras foram os alvos. Ivan De Domênico foi cobrado por melhorias no trânsito, como na Avenida dos Estudantes pelos vereadores Luciano Bonsucesso, Carol Gomes e Thiago Yamamoto. Já o velho problema de buracos nas ruas e avenidas foi citado para Valdir Oliveira Junior mostrar serviço, segundo os parlamentares.

Adriano La Torre fez requerimento sobre o assunto, no trecho da Tancredo Neves no Inocoop, e gerou toda a discussão. Luciano e Rafael foram bastante contundentes. Serginho Carnevale, Julio Lopes, Paulo Guedes e Sivaldo Faísca também puxaram o coro por melhor atendimento do secretariado. Hernani Leonhardt lembrou que a Câmara Municipal aprovou o empréstimo de R$ 75 milhões para as obras no asfalto e sugeriu boicotar os novos projetos de lei do prefeito Gustavo enquanto não houver melhor prestação do serviço.

Alessandro Almeida afirmou que a titular da Secretaria Municipal do Desenvolvimento Social, Vilma Spricigo, está pedindo transcrição do áudio do que o parlamentar falou na sessão anterior, em que denunciou suposto desvio de função em compras nesta pasta. Almeida voltou a criticar a secretária. Ainda, Rafael foi para cima de Rogério Marchetti, secretário municipal de Administração, por conta do novo aluguel para abrigar o Atende Fácil na Avenida 2, sendo que atualmente não há custo, já que o serviço atende dentro do Paço.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Política:

Mais de 28 mil títulos de eleitores estão cancelados em Rio Claro

Trem Intercidades entre SP e Campinas será o mais rápido do Brasil