Sarampo: crianças com alergia a lactose não devem tomar vacina

83

Ednéia Silva

Criança toma vacina em unidade de saúde. O Brasil realiza neste sábado novo Dia D de vacinação contra a poliomielite e o sarampo (foto Agência Brasil)
Criança toma vacina em unidade de saúde. O Brasil realiza neste sábado novo Dia D de vacinação contra a poliomielite e o sarampo (foto Agência Brasil)

O Ministério da Saúde emitiu comunicado no qual recomenda às secretarias estaduais e municipais de Saúde que evitem aplicar a vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, a caxumba e rubéola, em crianças com alergia à lactose. A recomendação foi feita depois que algumas crianças que têm alergia a leite de vaca apresentaram reações adversas.

O alerta vale para as vacinas produzidas pelo laboratório Serum Institute of India Ltd. De acordo com o Ministério da Saúde, a vacina é segura e a recomendação é uma medida preventiva, porque foi detectada a presença de lactoalbumina hidrolisada.

O Ministério da Saúde explica que está analisando junto com a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS/OMS), responsável pela aquisição do produto, os eventos adversos registrados e sua possível associação com a vacina.

Os casos de reações adversas foram registrados em Manaus, no Estado do Amazonas. Quatro crianças passaram mal após tomar a medicação. Por conta disso, a Secretaria da Saúde suspendeu a vacinação em todo o estado até que o Ministério da Saúde se pronuncie sobre o caso.

Em Rio Claro, a vacina vem sendo aplicada desde o último dia 8, quando começou a campanha de vacinação contra a paralisia infantil e o sarampo. Como nessa sexta-feira (21) foi ponto facultativo, não foi possível consultar a Vigilância Epidemiológica para verificar se o município registrou algum tipo de problema decorrente da vacina.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: