Foto: Ivan Storti | Santos FC

LUCIANO TRINDADE – (FOLHAPRESS)

O Santos perdeu de virada para a Ponte Preta na quinta-feira (30), por 3 a 1, na Vila Belmiro, e acabou se despedindo do Campeonato Paulista nas quartas de final. Na próxima fase, o time de Campinas encara o Palmeiras.

Com um jogador a menos desde o fim do primeiro tempo, quando Marinho, então melhor atleta da equipe na partida, foi expulso por deixar o braço no rosto do adversário e receber o segundo amarelo no duelo, a equipe de Jesualdo viu o adversário crescer na etapa final e buscar a virada em 15 minutos.

Bruno Rodrigues marcou o primeiro gol da Ponte aos 4 minutos, Moisés fez o segundo aos 15 e João Paulo fechou a conta, aos 42. Na etapa inicial, foi justamente Marinho quem havia aberto o placar, aos 5 minutos.

Este foi o quarto jogo seguido que o time praiano teve um jogador expulso. Os próprios atletas aditem que essa marca preocupava antes da partida.

Segundo o zagueiro Luan Peres, eles até fizeram uma reunião para discutir sobre isso. “Conversamos a semana toda e uma das pautas principais foram as expulsões. Eu não sei se foi ou não para cartão, mas não podemos dar essa brecha”, reclamou.

Ainda na fase de grupos, o Santos não conseguiu vencer seus últimos três duelos e teve dificuldades justamente por expulsões. Jobson deixou o campo mais cedo na derrota diante do São Paulo, Carlos Sánchez foi expulso no empate com o Santo André e Uribe levou um vermelho na derrota para o Novorizontino.

Além do fato de jogar em desvantagem numérica também nesta quinta, os jogadores santistas também apresentaram maior cansaço físico do que os atletas da Ponte Preta na etapa complemtar, o que pesou para a virada. Os visitantes, aliás, criaram chances de ampliar o marcador.

A boa atuação dos ponte-pretanos chama a atenção também pelo fato de o time de Campinas ter lutado contra o rebaixamento no Estadual até a última rodada da fase de grupos. No Grupo A, acabou avançando ao mata-mata como segundo colocado, mas com a 13ª pior campanha na classificação geral.

Na próxima fase, a Ponte Preta vai encarar o Palmeiras, e o time alviverde terá a vantagem de jogar em seu estádio justamente por ter melhor campanha do que o adversário nesta classificação.

SANTOS
Vladimir; Pará, Luan Peres, Lucas Veríssimo e Felipe Jonatan; Alison (Jobson) , Diego Pituca (Jean Mota) e Carlos Sánchez; Soteldo, Marinho e Kaio Jorge (Arthur Gomes). T.: Jesualdo Ferreira.

PONTE PRETA
Ivan; Jeferson (Moisés), Henrique Trevisan, Alisson e Guilherme Lazaroni; Dawhan, Apodi, Vinícius Zanocelo (Bruno Reis) e João Paulo (Danrley); Bruno Rodrigues e Safira (Roger). T.: João Brigatti

Estádio: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Árbitro: Salim Fende Chavez
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Fabrini Bevilaqua Costa
VAR: Jose Claudio Rocha Filho
Cartões amarelos: Marinho, Arthur Gomes e Pará (SAN); Jeferson (PON)
Cartão vermelho: Marinho (SAN)
Gols: Marinho (SAN), aos 5min do 1º T; Bruno Rodrigues (PON), aos 4min, Moisés (PON), aos 15min, e João Paulo (PON), aos 42min do 2º T

Mais em Esportes:

Série A2 retorna em 19 de agosto