Nos últimos dias, uma grande polêmica tomou conta de serviços asfálticos na cidade de Rio Claro, principalmente em torno da interdição na Rua 1 para o microrrevestimento realizado por uma empresa terceirizada contratada pela prefeitura através de licitação. Após críticas e reclamações de comerciantes do trecho e motoristas, o secretário de Obras Valdir Oliveira Junior conversou com a reportagem do Jornal Cidade e esclareceu pontos importantes a respeito da situação.

O serviço na Rua 1 foi feito adequadamente pela empresa?

Secretário: “Começamos esse serviço no dia 30 de agosto pela Avenida 29 e fomos dando sequência. O trabalho não foi feito de maneira errada, mas prejudicado por conta que chuviscou em um primeiro momento. Depois com a chuva não teve mais jeito e precisará ser refeito”.

Por que fazer o microrrevestimento na área central?

Secretário: “Estamos pensando a longo prazo. Esse microrrevestimento é uma proteção, uma pintura, que serve para dar uma vida útil a mais em um pavimento que não está tão deteriorado. Então se a vida útil vai durar dois, três, quatro anos ali na área central por exemplo, com o microrrevestimento ele ganha um respiro e durabilidade. São melhorias para o futuro”.

As interdições também foram alvos de duras críticas, assim como a falta de avisos prévios. É possível de alguma forma melhorar isso?

Secretário: “Toda interdição causa transtornos e isso envolve uma série de secretarias. Nós da Obras fizemos um cronograma e repassamos para as outras secretarias. Pedimos para falar, avisar os comerciantes, mas pelos relatos não foi bem isso o que aconteceu e entendo que precisa e será mudado daqui por diante. Esse trabalho em conjunto irá melhorar. Todas as áreas serão avisadas com 48 horas de antecedência. Essa parte de entrosamento eu entendo que precisamos aprimorar”.

Qual a preocupação com os bairros e pontas de rua onde ainda não existe asfalto?

Secretário: “Nossa preocupação é total. Dizer que os moradores dessas regiões como por exemplo Maria Cristina e Nova Veneza não estão esquecidos. Aguardamos a conclusão do convênio ‘Nossa Rua’ que está em andamento. A primeira análise já foi feita pela engenharia do Estado e agora estamos na fase de análise orçamentária. Assim que tudo estiver assinado, poderemos beneficiar moradores de localidades onde não têm asfalto, além de munícipes que residem em bairros onde existem as pontas de rua. Acredito que em um mês ou dois teremos boas notícias em relação a isso”.

Em primeiro lugar, desculpas por transtornos que porventura a gente tenha causado nessas atividades. As possíveis falhas estamos tentando mitigar para evitar futuros problemas. Pedimos um pouco de paciência e infelizmente a questão da chuva não temos como evitar. Estamos determinados a oferecer à população uma cidade melhor” – Valdir Oliveira Junior (secretário municipal de Obras de Rio Claro)

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Nove estados anunciam Lei Seca para domingo

Aneel mantém bandeira tarifária verde para outubro