Foto – Arquivo/Divulgação

Folhapress

O Rock in Rio 2022 acontecerá pela primeira vez em seus 37 anos de história em período eleitoral. Com isso, o festival de música, que acontece entre 2 e 11 de setembro, estará sujeito as leis específicas vigentes no período.

A organização do evento decidiu que está proibida a presença de candidatos nestas eleições nos palcos do festival, mas isso não quer dizer que artistas e plateia estão proibidos de se expressar politicamente.

Em maio, o Luis Justo, o CEO do festival, ressaltou que não haverá intervenções em manifestações que possam vir a ocorrer ao longo da programação, sejam elas de artistas ou do público presente.

“Não vamos impedir que, num ambiente democrático, as pessoas se posicionem, elas têm liberdade de se expressar”, disse Justo.

Em entrevista, Justo prometeu que o Rock in Rio continuará isento. “Nossa forma de fazer política é através do exemplo, da sustentabilidade.”

Também foi anunciado pelos organizadores que o festival deste ano terá o maior palco de sua história, com 30 metros de altura, o que equivale a um prédio de dez andares.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Acidente entre carro e moto é registrado na Visconde

Ciro acompanha PDT e anuncia apoio a Lula no 2º turno