A prefeitura de Rio Claro definiu área de 21 mil metros quadrados que será oferecida em doação ao Sesc para que o município possa ter uma unidade do Serviço Social do Comércio.

Localizado na Lagoa Seca do Cervezão, o terreno já está com sua documentação regularizada, o que vai facilitar as tramitações caso a entidade concorde com o local oferecido pela prefeitura. “Em conversas anteriores sobre o assunto, houve manifestação favorável dos representantes do Sesc em relação à Lagoa Seca”, explica o prefeito Gustavo, lembrando que há anos a cidade pleiteia uma unidade desse serviço.

A mobilização do município para ter o Sesc envolve vários setores, entre eles o Sindicato do Comércio Varejista e a Câmara Municipal, que aprovou desafetação de uma das áreas que agora compõe o imóvel, no qual a prefeitura quer que o prédio do Sesc seja construído.

“Estamos trabalhando em ritmo acelerado para que a possível obra em Rio Claro entre no próximo planejamento de investimentos do Sesc”, ressalta o secretário municipal de Planejamento e Habitação, Agnelo Matos. Se o projeto for efetivado, a expectativa é de que o investimento em Rio Claro seja da ordem de R$ 40 milhões.

Segundo Matos, uma unidade do Sesc naquele local também seria excelente para os demais equipamentos públicos que já existem na Lagoa Seca, como a biblioteca e o campo de futebol. “Além disso, toda a cidade seria beneficiada, especialmente aquela região, que soma mais de 80 mil habitantes”, acrescenta.

O Sesc é uma instituição criada por empresários do comércio de bens, serviços e turismo com objetivo de proporcionar bem-estar e qualidade de vida aos trabalhadores e seus familiares. O Sesc oferece atividades nas áreas de esporte, lazer e cultura.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Acidente entre carro e moto é registrado na Visconde

Ciro acompanha PDT e anuncia apoio a Lula no 2º turno