Nível do Ribeirão Claro está 10 centímetros mais baixo em relação ao mesmo período de 2023

Última vez que choveu no município foi no dia 18 de abril

O clima seco tem sido companheiro constante dos rio-clarenses que há mais de 30 dias não presenciam chuva. A última vez foi no dia 18 de abril e em uma quantidade muito pouca: 7,7 milímetros.

O acumulado do ano até ontem (21), também está abaixo da média. Em janeiro o esperado eram 292,9mm e choveu 183,1mm. Em fevereiro de 214mm esperados foram computados apenas 118mm. A exceção foi o mês de março que de 153mm esperados teve 214 mm. Já em abril de 74mm foram apenas 24mm e neste mês, por enquanto, ainda não choveu.

Água/Daae

Atento às questões de escassez hídrica, o Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgoto) de Rio Claro faz diariamente o monitoramento das condições e volume dos nossos mananciais e verificou que os níveis dos rios estão mais baixos comparados com o mesmo período de 2023, classificando a situação em alerta hídrico.

No Ribeirão Claro, onde é captada água bruta para a Estação de Tratamento de Água (ETA 1) para abastecimento de 40% da cidade, a verificação é por régua e o nível está 10 centímetros mais baixo em relação ao mesmo período do ano passado.

No rio Corumbataí, onde é captada a água para a ETA 2 para abastecer os outros 60% do município, a verificação é por telemetria e a vazão está em 1.800 litros por segundo, já tendo atingido a marca de 1.600 litros por segundo.

No mesmo período do ano passado, a vazão era de 3.200 litros por segundo, ou seja, atualmente, este rio está 50% mais baixo.

Mais em Dia a Dia:

Sobrevivente de Orpinelli refaz a vida e lança projeto

Chega às bancas a nova JC Magazine