A prefeitura de Rio Claro, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, vem desenvolvendo uma série de iniciativas para promover a inovação e o empreendedorismo. Dentre as iniciativas, uma importante série de reuniões com diversas instituições resultou, em agosto deste ano, na instalação do Centro de Inovação Tecnológica de Rio Claro (CIT-RC), com o propósito de promover ações interinstitucionais.

Em setembro, foi iniciado o programa Start Rio Claro, realizado pelo CIT-RC em parceria com o Sebrae regional e com apoio de diversas instituições.

Mais do que promover a cultura da inovação e do empreendedorismo junto aos estudantes de ensino superior e médio, o programa Start Rio Claro teve como propósito fomentar a cooperação entre diversas instituições locais para a consolidação da tríplice-hélice da inovação, que integra instituições de ensino e pesquisa, o setor produtivo e o poder público.

No programa Start, as instituições de ensino e pesquisa, Centro Universitário Claretiano, Escola Técnica Estadual Prof. Armando Bayeux da Silva, Universidade Estadual Paulista e Universidade Virtual do Estado de São Paulo, promoveram a sensibilização de estudantes para buscarem soluções para problemas relevantes do município. Estes problemas foram prospectados em parceria com as secretarias de Meio Ambiente e de Desenvolvimento Sustentável de Rio Claro e foram aos estudantes, que atuaram como desenvolvedores de soluções. A apresentação destes problemas foi realizada no evento de abertura do Start, por 12 institucionais (Acirc, Senais, Claretiano, Unesp, secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico e de Meio Ambiente, HUB-RC, Univesp, Ciesp, Udam, Sebrae e comunidade de Startups Blue Vibe).

Durante o programa, o Sebrae regional ofereceu capacitações e mentorias aos desenvolvedores em eventos realizados em diferentes instituições: Centro Universitário Claretiano, UP7 Hub Coworking de Inovações e StaloLabCoworking.

Na segunda quinta-feira de dezembro, dia 8, foi realizado o encerramento do programa no espaço Dexis da Sicredi, com a presença de diversas lideranças do ecossistema rio-clarense de inovação e de representantes de empresas do município com atuação direta ou indireta nas áreas de meio ambiente e desenvolvimento sustentável.

Neste evento, que contou também com a presença do secretário de Meio Ambiente, Leandro Geniseli, e de outros representantes do poder público municipal, os desenvolvedores apresentaram suas propostas de solução aos problemas do município para um público representativo do ecossistema rio-clarense de inovação e da sociedade rio-clarense como um todo.

Segundo o coordenador do CIT-RC, professor-doutor Giovani Fornereto Gozzi, “o programa Start Rio Claro mostra a capacidade que o ecossistema de inovação do município tem para atuar de maneira colaborativa, integrando poder público, instituições de ensino e pesquisa, iniciativa privada, empresas e suas entidades representativas. Mostra também, como essa cooperação entre instituições resulta em um melhor aproveitamento da infraestrutura e das capacidades instaladas no município, gerando maior efetividade, mais e melhores resultados para a sociedade rio-clarense”.

Complementando essa ideia de coletividade “o programa Start deve ser entendido pela sociedade rio-clarense como um convite para desenvolvedores, empresas e demais instituições se associarem aos equipamentos recém implantados no município, como o HUB de Inovação de Rio Claro, a Sala de Inovação, o Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação e o próprio Centro de Inovação Tecnológica”, diz a diretora municipal de Inovação de Rio Claro, Marineide Alves Rodrigues de Melo.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Fim de semana com diversidade climática em Rio Claro

Alunos fazem passeata contra a dengue no Grande Cervezão