RC Basquete vence Macaé na prorrogação por 92 a 94 e permanece no NBB

104

Matheus Pezzotti

O pivô Mosso foi o cestinha do jogo com 26 pontos. (Foto: Raphael Bózeo/Macaé Basquete)
O pivô Mosso foi o cestinha do jogo com 26 pontos. (Foto: Raphael Bózeo/Macaé Basquete)

Quem acompanhou a rodada final do NBB nesta sexta-feira (3), principalmente o jogo do Rio Claro Basquete, contra o Macaé, não pode reclamar da falta de emoção. Com quatro times com risco de ser o rebaixado no nacional, o time rio-clarense, em um sufoco imenso, conseguiu, na última bola da prorrogação, vencer, fora de casa, por 92 a 94 e garantir vaga no NBB 8.

No outro jogo que interessava, e muito, o time e a torcida de Rio Claro, a Liga Sorocabana venceu, em casa, o Basquete Cearense, por 86 a 82, mas mesmo com a vitória, ficou em último lugar e disputará a próxima Liga Ouro. Com o resultado positivo no Rio de Janeiro, o time rio-clarense ficou em penúltimo, com oito vitórias e 22 derrotas, mesma campanha do time sorocabano, mas com vantagem no confronto direto.

Com as parciais 27 a 20, 16 a 18, 12 a 26 e 27 a 18 no tempo regulamentar que terminou empatado em 82 a 82 e 10 a 12 na prorrogação, o cestinha foi o pivô Mosso, do Rio Claro Basquete, com 26 pontos. Destaque também para o armador norte-americano Brown, que anotou 21 e o pivô Estevam, com um duplo-duplo, com 15 pontos e 11 rebotes. Por Macaé, o pivô George foi o maior pontuador, com 20.

RESUMO DO JOGO
Rio Claro começou mal na defesa e os donos da casa aproveitaram para abrir vantagem no primeiro quarto. No seguinte, o time rio-clarense começou a acertar a defesa e a marcação e a diminuir a diferença, que terminou em cinco pontos para Macaé (43 a 38).

Na volta do intervalo, Rio Claro voltou ligado e disposto a vencer e não depender de outros resultados para permanecer na elite do basquete nacional e virou o jogo com diferença favorável de nove pontos (55 a 64). Mas no final, empurrado pela torcida, Macaé empatou o jogo em 82 a 82, levando para a prorrogação.

No tempo extra, início com domínio dos donos da casa que abriram 4 a 0, mas ambos os times cometiam muitas faltas para parar jogadas e apelar para os arremessos de lances-livres do adversário. Faltando um minuto, Brown fez 89 a 91 desta forma. Jamaal dos três, virou para 92 a 91. Caio converteu seus dois arremessos e fez 93 a 92.

Depois, faltando dois segundos, RC perdeu a bola e cometeu falta. O ala Eddy errou seus dois arremessos e no rebote, falta para o time rio-clarense, que Mosso converteu seu primeiro e fechou o placar em 92 a 94, mantendo o Rio Claro Basquete no NBB.

“Foi bastante difícil. Com todas as dificuldades, Tischer sofreu problema na panturrilha, jogadores com dengue… Primeiro tempo não deu certo, no segundo conseguimos acertar a defesa. Infelizmente foi para a prorrogação. Macaé vinha de três derrotas consecutivas e sabíamos que iriam jogar com tudo. Jogamos com uma equipe classificada, que lutou muito para vencer, mas a gente conseguiu vencer e permanecer no NBB. A gente trabalhou esse NBB com muita dificuldade. Problemas desde o começo. O Chuí veio para ajudar, mas tivemos a suspensão do Tischer, lesão do Alvaro, depois do Duda, jogadores com dengue. Isso dificultou o nosso trabalho, mas a equipe entendeu o que precisávamos. Poderíamos estar melhor na competição, mas infelizmente não conseguimos, antes de hoje, ter um bom aproveitamento. Sorocaba precisava da nossa derrota e nós não iríamos deixar isso acontecer. O importante é que defensivamente, nos 40 minutos, fomos bem. Algum Deus tirou a bola deles no final que nos deu a vitória. Agora é fazer um bom planejamento, reformular o que tem que reformular, com o apoio da nossa torcida. Rio Claro merece. Nós conseguimos. Foi difícil, algumas bobeadas dentro de casa, mas graças a Deus conseguimos nos manter em um campeonato dificílimo, estamos entre as 16 melhores equipes do Brasil”, disse o técnico Marcelo Tamião ao final da partida.

RESULTADOS
Ainda nesta rodada: Uberlândia 82 x 78 Palmeiras; Minas 87 x 110 Pinheiros; Bauru 104 x 96 São José; Franca 74 x 78 Mogi das Cruzes; Liga Sorocabana 86 x 82 Basquete Cearense; Paulistano 89 x 81 Brasília e Flamengo 86 x 70 Limeira.

PLAYOFFS
Por serem os quatro primeiros colocados na fase de classificação, Bauru, Limeira, Flamengo e Mogi das Cruzes garantiram vaga diretamente para as quartas de final. Os confrontos das oitavas de final, que começam na próxima semana, serão: Paulistano (6º) x São José (11 º); Pinheiros (7 º) x Brasília (10º); Franca (8º) x Palmeiras (9 º); e Minas (5º) x Macaé Basquete (12º).

Qual sua opinião? Deixe um comentário: