Rio-clarense lança HQ em todo o país

189

Valdira Guimarães Augusto

O desenhista e roteirista rio-clarense Klebs de Moura e Silva Junior esteve, em dezembro, no programa Encontro com Fátima Bernardes, onde divulgou a revista em quadrinhos Pátria Armada
O desenhista e roteirista rio-clarense Klebs de Moura e Silva Junior esteve, em dezembro, no programa Encontro com Fátima Bernardes, onde divulgou a revista em quadrinhos Pátria Armada

Chega às bancas de todo o país a partir desta sexta-feira a revista de história em quadrinhos (HQ) Pátria Armada, idealizada pelo desenhista e roteirista rio-clarense Klebs Júnior. Ele, que também é professor e empresário, participou do programa Encontro com Fátima Bernardes, na TV Globo, em dezembro, no qual divulgou a publicação, que é o primeiro quadrinho de ficção e aventura brasileiro.

Conforme Klebs Júnior, Pátria Armada trata sobre o que aconteceria se o Golpe de 64 gerasse uma guerra civil no Brasil. A HQ é uma saga de ficção científica em que o Brasil precisa lidar com as consequências da explosão de uma bomba química que causou a morte de civis e o surgimento de paranormais, dos dois lados do conflito.

O desenhista e roteirista rio-clarense Klebs de Moura e Silva Junior
O desenhista e roteirista rio-clarense Klebs de Moura e Silva Junior

“Tenho recebido um retorno bastante positivo das pessoas em relação a Pátria Armada. Agora estou nesse processo de divulgação, que chama a atenção justamente por conta dessa temática. Quadrinho de super-herói tem bastante, mas essa é a primeira tentativa de produzir uma mercadoria com temática nacional, de ficção, com a mesma qualidade editorial e criativa encontrada em quadrinhos estrangeiros, mas com identificação totalmente nacional”, analisa Klebs Júnior.

Segundo o desenhista, esta primeira edição de Pátria Armada é especial e chega com 48 páginas, seguidas de outras duas com 32 páginas. Ao todo, o primeiro volume soma mais de 100 páginas de ação.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: