A Escola Municipal “Monsenhor Martins”, em Rio Claro, recebeu a melhor nota do Ideb 2021, segundo os dados do MEC

A mais recente edição do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) foi publicada nessa sexta-feira (16) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais “Anísio Teixeira”, do Ministério da Educação. O Ideb é utilizado para avaliar a qualidade da educação pública e privada. Os dados mostram a educação municipal de Rio Claro, com levantamento coletado em 2021, ano em que as aulas foram ministradas no maior período a distância, já que as aulas presenciais começaram a ser retomadas na rede pública de ensino somente em outubro.

Conforme o índice, a rede pública de educação em Rio Claro obteve resultado acima da média nacional. Enquanto no País o indicador dos anos iniciais do Ensino Fundamental (do 1º ao 5º) da qualidade do ensino foi de 5,8, na cidade foi de 6,1. O indicador é calculado a partir dos dados sobre aprovação, obtidos no Censo Escolar, e dos resultados do Saeb (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica). O Ideb aponta como melhor resultado na qualidade da educação a Escola Municipal “Monsenhor Martins”, com nota 6,7 no ano passado.

Há ressalvas na interpretação dos resultados. Isto porque, segundo o Ministério da Educação, com a aprovação automática de alunos diante da pandemia da Covid-19 no País, com recomendação do Conselho Nacional da Educação (CNE) por consequência do ensino remoto em 2020 e 2021, entende-se que naturalmente a nota do Ideb acabe aumentando em relação à série histórica quando comparadas com as taxas do período pré-pandemia.

O próprio MEC orienta evitar comparações com a última nota do Ideb, referente a 2019, publicada em 2020. A título de informação, na época Rio Claro pontuou em 6,7. A presidente do Conselho Municipal de Educação de Rio Claro (Comerc), Camila Zanfelice, comenta que o resultado já era aguardado. “Segundo a Secretaria da Educação, não conseguimos atingir a porcentagem total de alunos para fazer a prova. Foi um processo prejudicado desde a aplicação da prova e a pandemia também com certeza influenciaria no resultado dessa avaliação”, comenta ao JC. A representante cobrou, ainda, o plano de trabalho para recuperação da aprendizagem pela Prefeitura Municipal.

Nacional

Média da educação municipal ficou acima da média nacional, segundo os dados publicados ontem pelo Ministério da Educação.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Saúde orienta sobre meningite meningocócica

Nesta sexta-feira termina a campanha de vacinação contra a pólio