Reflexões colaboram com início do novo ano (Imagem: reprodução)

Lucas Calore

Reflexões colaboram com início do novo ano (Imagem: reprodução)
Reflexões colaboram com início do novo ano (Imagem: reprodução)

O ano de 2014 já está quase ficando apenas na memória. Em pleno período de férias, uns aproveitam para viajar e relaxar. Outros – que não estão em férias – continuam trabalhando. No entanto, uma coisa é certa para todos: a ansiedade para começar um novo ano.

É muito comum que as pessoas façam aquela tradicional lista de metas no primeiro dia do ano para que possam cumpri-las ao longo do período. Mas, será que é o bastante para realizar o que está sendo desejado?

Uma boa maneira de dar o pontapé inicial para o novo ano é refletir sobre tudo o que se passou no ano que está indo embora. Para a psicóloga Adriana Rubio Wodewotzki, refletir sobre as experiências vividas é sempre o melhor antídoto para aprender as lições e não cometer os mesmos erros.

“Erros e acertos fazem parte da vida e contabilizá-los no final de cada ciclo é também uma forma de renovar o contrato com a vida, com a motivação de tentar ser e fazer ainda melhor”, afirma a profissional.

Fazer uma espécie de retrospectiva pode ajudar no planejamento para o ano seguinte. A psicóloga dá a dica: “Recomendo uma atividade chamada “Brainstorming” (tempestade de ideias), que consiste em escolher um tema e colocar tudo o que vier à mente numa folha de papel, sem preocupar-se com ordem, sentido ou estética. Então, numa outra folha de papel, fazer uma divisão com duas colunas. Em uma delas, colocar tudo o que viveu de importante e relevante. Na outra, colocar considerações sobre isso, como elogios, críticas, sugestões de mudança e metas a serem alcançadas, sempre com o cuidado de ser realista em seus planejamentos, para evitar frustrações e decepções”, orienta.

Ainda segundo Adriana, quando se planeja uma meta e estabelecem-se passos possíveis para alcançá-la, ela pode se concretizar.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Sobrevivente de Orpinelli refaz a vida e lança projeto

Chega às bancas a nova JC Magazine