Uma moradora do bairro Vila Martins, que prefere ter a identidade preservada, se recupera de um grande susto que passou dentro da própria casa. O imóvel foi atingido por um raio que deixou danos materiais que ainda estão sendo reparados.

“Eu cheguei do trabalho, me lembro que era por volta das 21h30. Fui para a cozinha e pouco tempo depois eu ouvi uma explosão, quando o chão tremeu e a energia acabou. Sei que por alguns segundos eu fiquei parada, olhando ao meu redor, sem entender o que tinha acontecido ao certo. Na sequência comecei a andar, procurar uma resposta e quando cheguei ao mezanino, no meu quarto, vi todo o estrago”, relata.

No local um buraco foi aberto no telhado e boa parte do madeiramento foi ao chão: “O mais impressionante é que não chovia muito. Na sequência meu vizinho, que viu tudo e estava preocupado comigo, me relatou com detalhes a cena que ele presenciou. Me disse que um raio caiu em um ipê que fica em frente de casa e defletiu (desviou) para o telhado fazendo todo o estrago”.

Os bombeiros foram acionados e a Defesa Civil também esteve no local onde disponibilizou uma lona para a moradora enquanto o conserto não era realizado: “Estou na Defesa Civil, nesta área, desde 1997, trabalhei em cidades diferentes e foi a primeira vez que vi um caso como esse”, relatou o diretor do departamento de Defesa Civil de Rio Claro, Danilo de Almeida.

“O acontecimento me gerou uma grande reflexão, um questionamento sobre a vida porque, se eu estivesse ali na rua, eu teria morrido quando o raio atingiu a árvore ou no meu quarto, na cama, onde depois ele defletiu. Acredito realmente que não era a minha hora, mas sem dúvida fica uma marca na história”, concluiu a moradora.

Para se proteger dos raios durante as tempestades:

– Evite lugares abertos, como estacionamentos, praias e campos de futebol;

– Abrigue-se em casa ou edifício;

– Não permaneça em rio, mar, lago ou piscina;

– Se estiver no carro, mantenha os vidros fechados, sem contato com as partes metálicas do veículo;

– Caso não encontre um abrigo por perto, fique agachado com os pés juntos, curvado para frente, colocando as mãos nos joelhos e a cabeça entre eles até a tempestade passar;

– Mantenha distância de objetos altos e isolados, como árvores, postes, quiosques, caixas d’água, bem como de objetos metálicos grandes e expostos, como tratores, escadas e cercas de arame;

– Evite soltar pipas, carregar objetos, como canos e varas de pesca, e andar de bicicleta, motocicleta ou a cavalo;

– Mantenha distância de aparelhos e objetos ligados à rede elétrica, como TVs, geladeiras e fogões;

– Evite o uso de telefone, a menos que seja sem fio ou celular;

– Fique afastado de janelas, tomadas, torneiras e canos elétricos;

– Evite tomar banho durante a tempestade.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

As raízes italianas de Rio Claro

Rio Claro faz lançamento oficial das obras do Instituto Federal

1º caso de Covid no Brasil completa quatro anos nesta segunda (26)