Quinze pilotos disputam a 2ª Copa Rio Claro de Balonismo

104

Matheus Pezzotti

Em julho de 2014, Rio Claro foi a primeira cidade da América Latina a sediar uma edição do Mundial de Balonismo
Em julho de 2014, Rio Claro foi a primeira cidade da América Latina a sediar uma edição do Mundial de Balonismo

A partir dessa quinta-feira (25), quinze pilotos de oito cidades começam a disputar a Segunda Edição da Copa Rio Claro de Balonismo.

Este será o décimo ano seguido que a cidade abriga uma competição de balonismo e o Estado de São Paulo e Distrito Federal estão representados no evento que consolida o balonismo como uma das referências esportivas do município.

A capital paulista é a cidade com mais representantes, seis pilotos: Ronaldo Morales, Luis Silvestre, Homero Antunes, Rubens Kalousdian, Markus Kalousdian e Roberval Roza.

Rio Claro e Santa Gertrudes disputam com dois pilotos cada: Rodrigo Pires e Renan Mancuso, pela Cidade Azul, e Henrique Neto e João Garcia, por Santa.

As demais cidades participantes são: Osasco, com Valdemir Taveira; Barueri, com Eduardo Libra; Ibitinga, com Amarildo Tozzi; Vinhedo, com Eduardo Melo, e Brasília, com Edeson Buch. O piloto goiano Lupércio Lima, campeão da primeira edição, não estará no evento.

“Tradicionalmente, as competições de balonismo realizadas na cidade movimentam a economia local, particularmente os setores de hotelaria e alimentação, com bons dividendos também para a geração de empregos temporários, como aconteceu em 2014, por conta do Campeonato Mundial. Rio Claro se tornou a primeira cidade da América Latina a abrigar o Mundial, obtendo aprovação e apoio dos pilotos, das equipes e do público”, diz a prefeitura por meio de nota enviada pela assessoria de imprensa.

Confira a programação completa clicando aqui.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: