O projeto responde demanda de acesso à cultura

Divulgação

O projeto responde demanda de acesso à cultura
O projeto responde demanda de acesso à cultura

O Programa de Incentivo à Leitura e a Cidadania Livro Vivo comemorou na terça-feira (28) quatro anos de atividades. Desde a inauguração do projeto, a Fundação Municipal Ulysses Guimarães trabalha permanentemente no acesso gratuito à leitura. O projeto conta com sete postos distribuídos pela cidade, que emprestam à população rio-clarense livros sem custos e burocracia.

“Nestes quatro anos de funcionamento, os exemplos de participação cidadã voluntária são inúmeros e mostram a capacidade que a população local tem, em parceria com a Fundação Ulysses, de gerir políticas públicas no dia a dia do município”, observa Ruy Pignataro Fina, presidente da fundação.

“O objetivo deste projeto é o lazer, a cultura e a cidadania de forma plena e organizada, com baixíssimo custo ao erário público, fomentando a participação das novas gerações com importantes valores democráticos de participação e inclusão social”, ressalta Pablo Fonseca, diretor da fundação. Com um acervo circulante de 10.000 livros o programa atende à comunidade em várias regiões, incentivando a leitura.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Notícias:

Pharoah Sanders, saxofonista e lenda do jazz, morre aos 81 anos

Cresce número de crianças registradas por mães solo

JC nas Eleições debate dificuldade para Rio Claro eleger deputados