A Fundação Municipal de Saúde de Rio Claro esclareceu no final da tarde dessa sexta-feira (15) que não procede a informação divulgada em redes sociais de que houve perda de vacinas por negligência na unidade básica de saúde do Cervezão.

Mais cedo, pela manhã, o vereador Rodrigo Guedes (União Brasil) gravou um vídeo e divulgou nas redes sociais apresentando a informação que, agora, foi negada pela administração municipal. Por conta de furto de relógios de energia e cabos de alimentação, na madrugada desta sexta-feira (15) houve interrupção no fornecimento de energia na unidade.

A Fundação de Saúde reforça que o fato não resultou em perda de vacinas nem de outros insumos que dependem de refrigeração. A Fundação lamenta que o ocorrido tenha sido utilizado para propagação de informações errôneas, sem qualquer subsídio técnico, e que promovem desinformações e insegurança aos munícipes.

A Fundação de Saúde esclarece que sempre que há interrupção no fornecimento de energia elétrica ou quando as vacinas são submetidas a temperatura diferente da recomendada, a equipe de imunização submete essas informações para o Programa Nacional de Imunizações, que avalia o ocorrido e libera ou não as vacinas para uso.

As vacinas que estavam na unidade do Cervezão já estão armazenadas em local seguro e em temperatura adequada e passarão por análise, conforme Manual de Rede de Frio do Programa Nacional de Imunizações.

A Fundação Municipal de Saúde destaca que, apesar da falta de energia, manteve os atendimentos na UBS do Cervezão de forma regular, sem prejuízos à população. A Fundação informa ainda que empreendeu todos os esforços para o restabelecimento da energia na referida unidade básica de saúde, o que aconteceu já nesta sexta-feira.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Sobrevivente de Orpinelli refaz a vida e lança projeto

Chega às bancas a nova JC Magazine