Com um contrato de R$ 31 milhões com a prefeitura de Rio Claro, dos quais R$ 14 milhões já foram empenhados em obras de microrrevestimento e recapeamento, a empresa Casamax Comercial e Serviços deu início na última semana a trabalhos na Rua 1, entre as avenidas 9 e 3. No primeiro dia de serviços já começaram os questionamentos por parte de comerciantes sobre o serviço feito.

Após um fim de semana de interdições, os comerciantes do trecho seguem sem um posicionamento oficial de quando o trânsito será liberado.

“O asfalto aqui estava ótimo. Eu só queria que alguém me respondesse: por que mexer em um trecho que não tinha necessidade? Olha o que fizeram aqui na rua. Olha o que fizeram com nós, comerciantes. Isso ainda em plena semana de pagamento e sem aviso prévio. Eu tirei uma foto de como estava o asfalto antes e de como ficou depois. É impressionante como conseguiram estragar. Eu moro no Cidade Jardim e pago um imposto alto mensal. Lá sim estamos precisando de atenção em relação ao asfalto. Mas aqui não tinha necessidade. O responsável por isso aqui que se apresente para nós porque alguém tem que vir a público, nos procurar e nos dar uma satisfação”, disse Antenor Spiller à reportagem.

Quem busca respostas e conta o prejuízo também são os gerentes Rogério Alves e Alessandra Vicente. Ele está à frente de um varejão na Avenida 5 e ela de uma loja de vestuário na Avenida 2.

“Total falta de planejamento. Desde que começou esse serviço procuramos pelos responsáveis e nada. Os funcionários que estavam aqui disseram que estavam apenas cumprindo ordens. Ninguém veio até aqui, depois que passaram essa massa na rua, falar com a gente, dar uma atenção. Sumiu todo mundo. Os meu clientes também sumiram, porque não têm acesso”, lamentou Rogério.

“Isso aqui que fizeram é o verdadeiro caos. Sem contar a falta de aviso, de agentes de trânsito, de organização. Como vai ficar a situação nos próximos dias? Nunca vi tanto empenho para deixar algo que era bom, ruim”, pontuou Alessandra.

“Essa situação lamentável já começou na última semana, semana de pagamento. Veja se tem cabimento. Estou sem clientes há dias, a loja está vazia por conta da falta de acesso”, Alessandra Vicente (gerente loja roupas)

“Estamos isolados, um prejuízo incalculável. Nosso movimento caiu bruscamente. Na última sexta, não tiveram nem a consideração de nos avisar com antecedência sobre a interdição”, Rogério Alves
(gerente geral varejão)

A administração municipal disse, em nota, que a empresa contratada foi notificada e está refazendo os serviços sem custos para o município.

Serviços seguem em outros pontos da cidade

A prefeitura de Rio Claro atendeu mais três bairros na terça-feira (13) com serviços de reparo asfáltico. O trabalho é realizado pela Secretaria Municipal de Obras.

Um dos locais que receberam tapa-buracos ontem foi o Jardim das Palmeiras. Outra equipe também trabalhou em grande trecho da Rua 15, passando pelos bairros Terra Nova e Jardim Novo.

Os serviços de recapeamento asfáltico na Rua 8-A, do bairro São Miguel, estão em andamento. Os trabalhos que começaram pelas imediações da Avenida 80-A já estão nas proximidades da Vila Cristina.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Saúde orienta sobre meningite meningocócica

Nesta sexta-feira termina a campanha de vacinação contra a pólio