Folhapress

A pré-venda do iPhone 14 começa nesta sexta-feira (7) no Brasil, um mês depois do lançamento nos Estados Unidos. Os novos smartphones da Apple têm preços a partir de R$ 7.599 e serão distribuídos na próxima semana.

O iPhone 14 está disponível nas cores preto (meia-noite), branco (estelar), azul, roxo e vermelho. Segundo a Apple, o produto acompanha um cabo de energia para recarga do aparelho, mas não o adaptador para tomadas.

A pré-venda é exclusiva do site da empresa. Será possível parcelar a compra em até 12 vezes ou fazer o pagamento à vista, com desconto de 10%.

A linha foi anunciada em 7 de setembro, durante o evento “Far Out”, e abrange o iPhone 14, o iPhone 14 Plus, o iPhone 14 Pro e o iPhone 14 Pro Max.

O Plus, contudo, ainda não tem data para chegar ao mercado brasileiro. Nos EUA, o modelo também começa a ser vendido nesta sexta.

Sem grandes transformações visuais e computacionais, os modelos agora podem mandar mensagens de emergência via satélite, mesmo em lugares sem internet e nem sinal de celular, e detectar batidas de carro.

O iPhone 14 Pro e o iPhone 14 Pro Max, os mais caros da nova linha, apresentam telas, materiais e câmeras melhores, além de uma “franja” interativa. Eles usam o chip A16 Bionic, que a Apple diz ser o “mais rápido disponível em um smartphone”.

A câmera, uma das principais qualidades da linha, também teve melhorias no processamento de imagem.

Segundo o site da Apple, as fotos ficarão até 2,5 vezes melhores em ambientes pouco iluminados. As câmeras dos iPhone 14 e do 14 Plus têm 12 MP, enquanto as do iPhone 14 Pro e 14 Pro Max têm 48 MP.

No Brasil, contudo, os quatro celulares serão lançados sem as mensagens de emergência via satélite e a exclusividade do eSIM, dois recursos que receberam destaque no evento de setembro.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

10º Baep realiza treinamento de ‘atirador designado’

Refis: emenda ‘bloqueia’ empresas por três anos