Folhapress

A jornalista argentina Dominique Metzger, da TN Sports, teve a carteira roubada durante uma transmissão ao vivo sobre a cobertura da Copa do Mundo do Qatar para a emissora. No entanto, o que surpreendeu foi a resposta que ela receber da polícia do país sobre a situação.

Os policiais disseram para a repórter que a área onde ela estava está sob vigilância de câmeras e que logo identificariam o culpado. O inusitado é que as forças de segurança do Qatar falaram para Dominique que ela poderia escolher a punição que o homem sofreria.

“Eles me disseram: ‘Vamos encontrar a carteira, temos câmeras em todos os lugares e vamos encontrar o ladrão com tecnologia de reconhecimento facial. O que você quer que o sistema de justiça faça com eles quando forem encontrados?'”, começou a jornalista.

“Você quer que o condenemos a cinco anos de prisão ou que sejam deportados?”, foi a pergunta que a profissional de imprensa ouviu.

“Eu disse a eles que só quero minha carteira de volta, não vou tomar uma decisão pelo sistema de justiça”, ela respondeu.

A Argentina estreia na Copa nesta terça-feira (22) contra a Arábia Saudita, às 7h (de Brasília). Além destas seleções, México e Polônia também fazem parte do Grupo C.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

As raízes italianas de Rio Claro

Rio Claro faz lançamento oficial das obras do Instituto Federal

1º caso de Covid no Brasil completa quatro anos nesta segunda (26)