Durante patrulhamento pela estrada dos fundos da Floresta Estadual Edmundo Navarro de Andrade (Feena), uma equipe da Polícia Militar Ambiental de Rio Claro desconfiou quando viu rastros de veículos e cães. Ao averiguar do que se tratava, os policiais se depararam com dois veículos e três indivíduos que se tratavam de caçadores praticando o controle e abate da fauna exótica invasora. Nenhum deles possuía Cadastro Técnico Federal (CTF) para tal prática e por isso receberam autos de infração ambiental.

Com o trio também foram encontrados dois facões e uma faca com bainhas; cinco cães de raças diversas treinados para caça e armas (duas espingardas, um revólver e uma pistola).

Cinco cães de raças diversas treinados para caça estavam com o trio abordado

O caçador que estava com a pistola só tinha autorização para uso da arma em treinamentos e/ou competições de tiro desportivo, somente do local de origem para estande de tiros, estando em desacordo com o propósito no momento, que era o abate da fauna invasora.

Diante do flagrante, o indivíduo foi preso por porte ilegal de arma de fogo, encaminhado até o plantão na Avenida da Saudade, ficando à disposição da Justiça.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Segurança:

POLÍCIA: 21 metros de fios e cabos são furtados em Rio Claro

Autônomo sofre acidente ao cair em boca de lobo em Rio Claro