Pichação na Estação Ferroviária repercute entre a população

135

Carine Corrêa

As pichações no muro da antiga Estação Ferroviária de Rio Claro, na Rua 1, repercutiram em Rio Claro. Somente no vídeo do Jornal Cidade, publicado nas redes sociais, foram mais de oito mil internautas que acessaram o conteúdo.

>>> CLIQUE AQUI PARA CONFERIR O VÍDEO

A ação, segundo o secretário municipal de Turismo, René Neubauer, ocorreu na terça-feira (28) por um grupo de meninas adolescentes. A estrutura da Estação em todo seu perímetro é considerada patrimônio histórico e tombada pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (CONDEPHAAT).

Nas paredes da estação, algumas frases de conteúdo crítico foram pichadas, como: “Mais escolas e menos prisões”, “Seria a prisão, a melhor educação” e “Pode falar, não importa. A cada 5, 1 é morta. E se me acha torta, você não vale nada”.

O muro da Estação amanheceu pichado com frases de efeito feminista e contra presídios
O muro da Estação amanheceu pichado com frases de efeito feminista e contra presídios

Com a polêmica criada em cima do assunto, a reportagem do JC colheu o depoimento de algumas pessoas sobre o tema. Confira a seguir:

“Independentemente se o conteúdo representa uma reivindicação justa e coerente, perante a lei, a ação é considerada crime de dano. Se o bem danificado é público, o crime é mais severo ainda. Nesses casos, homem ou mulher que tenha feito seria encaminhado para a delegacia de polícia. Importante ressaltar que o teor da mensagem não torna o ato legítimo. O fato continua sendo criminoso, independente da mensagem, já que está deteriorando e danificando o patrimônio público e diminuindo o seu valor” – policial militar major Rodrigo Arena.

“Definições à parte, eu concordo que talvez não tenha sido a melhor maneira de se manifestar, uma vez que se trata de um patrimônio histórico da cidade. Mas será que alguém parou pra pensar no conteúdo que está escrito? Será que alguém refletiu sinceramente sobre o tema? Será que não estamos mais preocupados com um muro antigo, do que com a reflexão que essas garotas estão querendo fazer?

Por favor, muros são facilmente pintados e reformados, aliás, isso é coisa que já devia estar sendo feita naquela estação há muito tempo. O descaso da prefeitura com o local é muito mais agressivo do que uma série de pichações com conteúdo político e social. Seja grafite ou pichação, não importa, o que importa é que tem gente achando que a prisão é a melhor educação sem parar pra pensar sobre o assunto” – Hugo Ribeiro Moleiro.

“Importante trazer esse assunto à tona, ainda mais sendo meninas fazendo esse trabalho que temos a impressão que só meninos fazem” – secretário municipal de Turismo, René Neubauer.

“Cada um reflete a educação que tem e que recebeu dos pais. Dá pra imaginar como é a casa dessas pessoas! Quem vive na sujeira só pode dar nisso!”- Rosangela Fulacchio.

“Tem que fazer os pais comprar as tintas e essas delinquentes pintar todo o muro” – Edison Prado. “Muitas vezes o povo culpa os pais pela educação que dão aos filhos. Nem sempre os culpados são os pais” – Thomaz Diego Bordin.

Qual sua opinião? Deixe um comentário: