Divulgação/ Instagram Jordan Driskell

Folhapress

Um pai de quíntuplos gerou polêmica ao compartilhar nas redes sociais um vídeo “andando” com seus filhos quíntuplos, de cinco anos, presos ao que é chamado de “coleira infantil”.

Morador de Kentucky, nos Estados Unidos, Jordan Driskell registra os desafios e a diversão na criação de seus os filhos Zoey, Dakota, Hollyn, Asher e Gavin e os compartilha em seu perfil no Instagram.

Em um vídeo, o pai é visto passeando em um parque público com os filhos. As crianças estão conectadas ao pai por uma espécie de mochila, controlando os movimentos dos pequenos.

A publicação se tornou viral e alcançou mais de três milhões de visualizações na plataforma. No entanto, muitas pessoas se manifestaram em relação ao método usado pelo pai para manter os filhos por perto.

Algumas se mostraram a favor do uso de coleira, devido ao trabalho para acompanhar todas as crianças e outras criticaram, alegando que a forma de fazer isso é violenta.

“Eles são humanos, não cães”, comentou um usuário. “Você não pode simplesmente ensinar bem seus filhos? Explique a eles por que é perigoso fugir.”

Mas algumas pessoas concordam com a decisão de Driskell, afirmando que também usam uma coleira para controlar as crianças desobedientes.

“Considerando que meu filho de 2 anos tentou fugir para a rua, sim, agora também usamos coleiras infantis”, escreveu um usuário.

“Melhor prevenir do que remediar. Se eu tivesse tantos, eu faria o mesmo”, concordou outro.

Após a repercussão do post, Driskell foi procurado pela imprensa norte-americana. Em entrevista ao Today Show, explicou que seus filhos gostam de correr e explorar os locais que visitam, então ele e sua esposa Briana usam as coleiras para ter tranquilidade.

“As crianças são tão curiosas, elas querem fugir e se aventurar por todos os lugares”, disse o pai. “Para nossa própria paz de espírito e sanidade, usamos uma coleira. Ela também nos permite sair de casa e fazer coisas divertidas em família sem passar estresse.”

Jordan Driskell disse que a certa altura, ele e a esposa tinham um carrinho de seis lugares para carregar as crianças, mas ele ficou muito volumoso e os quíntuplos já preferiam andar.

“Uma coleira infantil dá a eles a oportunidade de fazer isso – mas ainda estamos no controle”, explicou ele, que acrescentou: “Eles amam isso”.

Divulgação / Instagram Jordan Driskell

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Princesa Victoria ganha consultório odontológico

Rio Claro treina educadores para socorro nas escolas