Segundo Gustavo, concessionária Eixo e Governo de São Paulo apresentaram parte do estudo, que será concluído nas próximas semanas

O estudo para a megaobra orçada em cerca de R$ 120 milhões para remodelação do cruzamento da Rodovia Washington Luís (SP-310) com a Avenida Tancredo Neves em Rio Claro, trecho conhecido como “trevo da Viviani”, está em vias de ser concluído. Além deste serviço, estão sendo estimadas novas obras no trecho urbano da pista no município e que poderão impactar a mobilidade urbana local pelas próximas décadas.

A informação é do prefeito Gustavo Perissinotto (PSD), que em entrevista nessa quarta-feira (27) no Grupo JC de Comunicação, afirmou que a pré-avaliação da concessionária Eixo-SP, responsável pela SP-310, foi apresentada. O secretário estadual Rafael Benini, que colabora com a articulação junto ao Governo de São Paulo, retornou ao município.

“Nós fizemos uma reunião de trabalho e ele trouxe o pessoal da Eixo, que fez um estudo muito aprofundado, será mostrado nas próximas semanas, para que a gente possa bater o martelo se efetivamente atenderá as reivindicações do município. O estudo projeta o reflexo do trânsito decorrente da Rodovia que por aqui passa e que separa a zona sul do resto da cidade pelos próximos anos, até 2040. Curioso notar que esse estudo mostrou que daqui a cinco a 10 anos ninguém trafega mais no entorno da rodovia dado seu impacto”, afirma Gustavo.

Segundo o prefeito, foram apresentadas soluções significativas que podem resolver os problemas pelos próximos 30, 40, talvez 50 anos em Rio Claro. Também ficou pré-estabelecido que a Eixo terminará nas próximas semanas esse estudo prévio. Sendo concordado, o secretário Benini dará a ordem de serviço para início do projeto executivo para refazer a remodelação do trevo da Viviani.

“Não é só essa obra. Estamos falando de uma série de obras no trecho urbano aqui de Rio Claro. (…) [serão] três faixas de rodagem no nosso trecho, uma coisa que não havia sido prevista são marginais dos dois lados do trecho, a remodelação do trevo da Viviani, vamos apresentar como vai ficar e também vamos cuidar de uma nova entrada da cidade, entre Batovi e a saída que vai para o Bonsucesso, que vai conectar com a Avenida Integração”, revela.

Ainda de acordo com Perissinotto, quando iniciado, o prazo é de um ano para fazer o projeto executivo “e depois estima-se que em 2028 tenhamos todas as obras completadas. Ela será feita por fases, mas a conclusão fica para a metade de 2028, essa é a estimativa que nos apresentaram”, conclui. O novo trevo previsto anteriormente na altura da antiga fábrica da Gurgel será arquivado.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Programa combate lentidão na abertura de empresas

Jucielen vence bicampeã nos EUA