O nível do Ribeirão Claro segue baixo e como forma de manter a captação, tratamento e fornecimento total e ininterrupto da água em toda a cidade, o DAAE reduziu, no início do mês de outubro, o volume de captação de água bruta que vai para a Estação de Tratamento de Água (ETA 1), responsável pelo abastecimento de 40% do município.

De acordo com a autarquia, como o nível do rio continua baixo e preocupante, essa manobra foi feita para reduzir a pressão no fornecimento de água para os bairros abastecidos pela ETA 1 para que o volume de água tratada dure mais tempo e o fornecimento de água continue sendo feito de maneira contínua e ininterrupta, ou seja, a água pode chegar em alguns bairros com menos pressão, mas sem afetar o abastecimento, quando usada de maneira consciente e responsável em todos os bairros, principalmente nos mais baixos e próximos das duas ETAs.

O DAAE explica que, caso os bairros mais baixos e próximos das duas ETAs não usem a água de maneira consciente e responsável, os bairros mais distantes e localizados em regiões mais altas poderão ficar temporariamente sem água, como já aconteceu em situações esporádicas, principalmente na região do bairro Jardim Novo. Por isso, a autarquia pede para que toda a população faça o uso responsável da água para que o fornecimento chegue para todos nesse período em que o Ribeirão Claro está baixo.

A ETA 2, que abastece os outros 60% do município, tem a água captada no rio Corumbataí. Embora a situação esteja menos crítica nesse manancial, a autarquia reforça que o uso racional da água deve se tornar um hábito de todos, para garantir o abastecimento em toda a cidade, sem desperdícios.

O DAAE ressalta que não há racionamento na cidade e lembra que é momento de pandemia e, por isso, pede que o uso da água seja voltado apenas para alimentação e higiene pessoal, essencial e indispensável como forma de evitar a infecção pelo novo coronavírus.

O DAAE reforça que, em situações de pouca pressão ou falta d’água, ou outros assuntos relacionados a autarquia, os munícipes devem ligar, notificando a situação, informando a data, hora e endereço completo da ocorrência, para a Central de Atendimento do DAAE, no telefone 0800-505-5200, que funciona 24 horas, todos os dias da semana e atende chamadas de telefones fixos e celulares.

Dessa maneira, o DAAE fica sabendo do ocorrido e aciona imediatamente uma equipe ao local da ocorrência para verificar e resolver a situação.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Programa combate lentidão na abertura de empresas

Jucielen vence bicampeã nos EUA