Muito se tem falado sobre o cometa verde, mas a grande dúvida é: como observá-lo e onde?

Foto do Observatório Nacional do Governo Federal/Miguel Claro.

Como observar e onde o Cometa C/2022 E3 ZTF?

Primeiramente temos que entender que este tipo de objeto só conseguimos observar se o tempo estiver muito limpo. Mas o que seria um tempo bem limpo? Basicamente sem nuvens. E para observar a vista desarmada somente em locais com PL=0. PL é a Poluição Luminosa, e para se ter uma PL=0 somente longe das cidades. Portanto, das cidades, nos resta tentar observar com os instrumentos ópticos, seja com binóculos, lunetas ou telescópios.

Em segundo lugar, é saber onde observar. Temos que olhar para o ponto cardeal norte neste caso, mas a busca com equipamentos requer algumas técnicas, como saber a altura que ele está no horário que você está observando, e se o cometa está acima do horizonte observável, com altura positiva e também acima de 10º, de preferência, além da posição em relação ao azimute e a proximidade de um referencial, como uma estrela ou planeta.

Neste caso, o uso do Stellarium e do celular com a função na bússola ajuda e muito, tanto para a verificação do azimute como da altura. Lembrando que o cometa está na direção norte, e o azimute nessa posição é 0º ou 359º.

Posição do cometa neste dia 5. Foto: Reprodução/Stellarium.

No dia 05/02, por exemplo, o cometa às 20:15 UTC -3 (horário de Brasília) estará com azimute Az=02º, altura Alt=20º, próximo de Capella, a Alpha Aurigae. Essas referências tornam a busca menos dolorida, mas não tão fácil assim. Mesmo observadores mais experientes tem dificuldades em encontrar um objeto tão tênue como o C/2022.

Os melhores dias para se observar o cometa (efeméride estudada do Sudeste do Brasil, Rio Claro/SP):

Dia 05/02 – próximo da estrela Capella;
Dia 06/02 – acima da estrela Capella;
Dias 07 e 08/02 – entre Marte e Capella;
Dias 09 e 10/02 – abaixo de Marte;
Dia 11/02 – acima de Marte;
Dias 12 e 13/02 – entre Marte e Aldebaran;
Dia 14/02 – ao lado de Aldebaran;
Do dia 15 à 20/02 – acima de Aldebaran;

Pesquise no Stellarium a altura do cometa.

Ótimas noites de observações a todos.

Com a colaboração do astrônomo Fabrizzio Montezzo.

Mais em Dia a Dia:

Sobrevivente de Orpinelli refaz a vida e lança projeto

Chega às bancas a nova JC Magazine