Mesmo com um dia a mais de duração, a Operação Proclamação da República da Eixo-SP Concessionária de Rodovias registrou uma queda de 75% no número de mortes este ano, em comparação com o mesmo feriado no ano passado. De acordo com balanço divulgado, houve uma morte durante os cinco dias de Operação no trecho de 1.221 quilômetros administrados pela Concessionária Eixo-SP. Em 2021, foram quatro mortes registradas, em quatro dias de Operação.

Segundo o gerente de Operações da Eixo-SP, Paulo Balbino, todo esforço da Concessionária é para que nenhuma morte ocorra em seu trecho. No entanto, a queda que houve foi significativa e representa um avanço importante para se chegar ao índice zero de mortes nas estradas. “O ideal é que todas as pessoas que utilizam as rodovias cheguem em segurança ao seu destino. Quanto menos mortes são registradas, mais perto nós chegamos deste ideal”, diz Balbino.

Ainda de acordo com o balanço divulgado pela Concessionária, o volume de veículos em circulação neste feriado ficou dentro do previsto. A estimativa divulgada pela Eixo-SP era de 1,1 milhão de veículos nas estradas durante os cinco dias da Operação Proclamação da República. Das 12h de sexta-feira (11) até as 12h dessa quarta-feira (16), o levantamento oficial indicou a presença de 1,146 milhão de veículos nas estradas administradas pela Eixo-SP, ou seja, apenas 46 mil acima do que havia sido previsto inicialmente.

Ainda neste período, foram registrados 38 acidentes em todo o trecho. Houve também um aumento de 19% no volume de atendimentos prestados pelas equipes da Concessionária aos usuários, o que inclui serviços de socorro mecânico e de guincho, entre outros. Foram 1.108 solicitações atendidas. Segundo Balbino, esse aumento está dentro da normalidade considerando o volume das demandas de um dia a mais de Operação.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Suavização de valetas têm continuidade em Rio Claro

Fim de semana ensolarado em Rio Claro, sem chuvas

Casos de dengue em gestantes aumentam 345% em 2024