Foto: Arquivo JC.

Faleceu em Rio Claro nesta segunda-feira (08) a cantora e porta-bandeira Maria do Carmo Ramos, a Du Carmo, aos 70 anos. Conhecida como a Dama do Samba, Du Carmo sofria de uma doença degenerativa rara, e estava internada há alguns dias devido às complicações decorrentes da enfermidade. Nascida em São Paulo, veio morar em Rio Claro na década de 1970, trazendo para a cidade sua trajetória como sambista. Foi porta-bandeira de referência para muitas que atualmente carregam o pavilhão das escolas de samba de Rio Claro.

Foto: Arquivo JC.

Começou na Grasifs/ Voz do Morro, e também defendeu as cores da Samuca durante anos, sempre premiada. Como cantora, foi pioneira na presença feminina nas rodas de samba de Rio Claro e da região. Era também artesã, com trabalhos que exaltavam a cultura afro-brasileira. Sua última participação como cantora aconteceu no dia 25 de março, quando foi homenageada no Quintal da Teresa, no Cidade Nova. Deixou os filhos Adriana, Patrícia, Cristiane e Rubens, além de netos e bisnetos. O velório da sambista acontece nesta terça-feira (09), a partir das 07h00, no Velório Municipal, na Via da Saudade. O sepultamento está marcado para às 10h30 no Cemitério Municipal São João Batista.

Mais em Necrologia:

Falecimentos: confira a necrologia de 21/06/2024

Morre Chrystian, cantor sertanejo que fez dupla com Ralf

Falecimentos: confira a necrologia de 20/06/2024