O que um dia já foi espaço educacional e de práticas esportivas, hoje é motivo de preocupação e até mesmo medo para moradores do bairro Cidade Jardim.

A antiga quadra localizada na Avenida 23, entre as ruas 5 e 6, que pertencia à Escola Estadual Joaquim Ribeiro, é alvo de invasão e, segundo a vizinhança, o fato toma proporções cada vez maiores a cada dia que passa. “O fato é que o local está há muito tempo abandonado e ocupado. Antigamente a situação era mais tranquila, mas de uns três meses para cá o número de usuários de drogas e meliantes aumentou consideravelmente e acendeu o sinal de alerta”, afirma uma moradora da região que, por medo de represálias, prefere manter o anonimato.

Já um outro morador afirma: “O número de furtos aqui no bairro tem aumentado. A maioria dos moradores é de idosos e, quando não tem ninguém em casa, esses invasores da quadra aproveitam para cometer crimes, como furto de fios, torneiras, entre outros. Quando chamamos a polícia, afirmam que nada podem fazer por ser uma área pertencente ao Estado. Estamos de mãos atadas”.

A reportagem entrou em contato com a assessoria de comunicação do Estado de São Paulo que, após consultar o sistema de gerenciamento de imóveis do estado, constatou que a área pertence à Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo. A demanda foi encaminhada a eles, que afirmaram que, assim que tiverem uma resposta, irão enviar ao JC.

De olho no espaço

Não é segredo que a Câmara Municipal de Rio Claro almeja um prédio próprio para se ‘separar’ da prefeitura municipal. Algumas áreas já foram cogitadas, como o Espaço Livre da Avenida Visconde. O espaço em questão e é alvo de reclamações desta reportagem também está na lista do Legislativo.

Em busca de solução

O deputado estadual Aldo Demarchi também já tomou conhecimento da problemática enfrentada por moradores do bairro. A reportagem entrou em contato com a assessoria do parlamentar, que informou: “Como a área pertence ao Estado, o deputado vai tentar que seja aproveitada para algum órgão público. Uma das possibilidades é a instalação do IML e da Polícia Científica, que necessitam de prédios próprios e já existe previsão de recursos na Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2023 a partir de emenda do próprio deputado Aldo Demarchi”.

O que diz a prefeitura

O JC também procurou a prefeitura de Rio Claro, que em nota afirmou: “Embora a área pertença ao Estado, a prefeitura está realizando algumas ações no local para reduzir transtornos aos moradores daquelas imediações. Com aval do governo estadual, a Secretaria Municipal de Segurança fez na semana passada abordagem a pessoas que circulavam naquele espaço, retirado-as do local. Outras secretarias municipais estão envolvidas nesse trabalho, realizando limpeza e outros serviços. A Guarda Civil também está intensificando rondas nas proximidades para coibir a presença de andarilhos naquele local”.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Dia a Dia:

Acidente entre carro e moto é registrado na Visconde

Ciro acompanha PDT e anuncia apoio a Lula no 2º turno