Sidney Navas

Uma ocorrência no mínimo inusitada despertou a atenção das pessoas no final da tarde de ontem, quinta-feira (24), na região central da cidade. De acordo com os policiais militares que atenderam o chamado, um homem que não tinha antecedentes criminais estava rodeando uma agência bancária e, em dado momento, invadiu o estacionamento da agência, localizado na Rua 4 entre as avenidas 3 e 5.

Falando palavras desconexas e se identificando como sendo “Jesus Cristo”, ele precisou ser contido pelos policiais militares. A mobilização contou com a presença de mais de sete PMs e ao menos três viaturas. Ao ser abordado, ele manteve seu discurso de que era o verdadeiro enviado de Deus.

A reportagem do JC acompanhou a ocorrência de perto e pôde constatar que o homem, depois de ser liberado, permaneceu nas imediações falando sozinho e exigia a presença de um capitão no local para explicar sua versão. Claro que nenhum capitão foi acionado para atendê-lo e, depois que o mal-entendido foi desfeito, tudo acabou bem.

Até o começo da noite, o acusado de arrumar tamanha confusão ainda permanecia nas imediações sem oferecer qualquer perigo à sociedade.

A sua assinatura é fundamental para continuarmos a oferecer informação de qualidade e credibilidade. Apoie o jornalismo do Jornal Cidade. Clique aqui.

Mais em Segurança:

Governo de SP autoriza atividade delegada para policiais civis

Quase 900 soldados tomam posse na Polícia Militar

Furto de veículo é flagrado por câmeras de segurança